Um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia, EUA, desenvolveu um novo acessório para smartphones que transforma esses dispositivos em verdadeiros microscópios.  O acessório é impresso em 3D e tem uma lente que potencializa em milhares de vezes a “capacidade de zoom” da câmera original do smartphone. Com isso, é possível mapear seções de DNA, que são 50 mil vezes mais finas um cabelo humano.

Não foram dados muitos detalhes sobre a estrutura do aparelho, mas, segundo os criadores, ele já foi testado com uma precisão muito satisfatória para a capacidade de zoom da sua lente. Ao que parece, até o momento, o dispositivo só teve versões desenvolvidas para um smartphone com Windows Phone. O software necessário para fazer o mapeamento do DNA também só foi criado para a plataforma da Microsoft. Ainda assim, é possível fazer adaptações para Android e iOS, por exemplo.

O professor Aydogan Ozcan, o líder do projeto, disse que a intenção é criar uma alternativa aos microscópios que não podem ser levados para fora do laboratório. Ele explica que o acessório para smartphones consegue ótima precisão para um aparelho móvel, e, para ter ainda mais capacidade de identificar segmentos menores do DNA, basta usar uma lente com abertura maior.

“Atualmente, o mapeamento de moléculas de DNA requer equipamentos ópticos pesados e caros, que ficam normalmente confinados em laboratórios. Em comparação, os componentes para meu dispositivo são significativamente mais baratos”, comentou Ozcan.

Depois de colocar substâncias fluorescentes nas amostras de DNA, um pesquisador em campo pode usar o acessório de Ozcan em seu smartphone e identificar os segmentos desejados. Em seguida, o aparelho envia os dados para um servidor na Universidade da Califórnia, que retorna os resultados para o smartphone com tamanhos e outros detalhes especificados.

Cupons de desconto TecMundo: