(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, anunciou a criação de uma impressora 3D que utiliza apenas água e óleo para criar tecidos sintéticos. A novidade é mais uma avanço em um dos ramos de pesquisa mais promissores da atualidade, uma vez que a criação de células humanas e até mesmo órgãos inteiros está na pauta dos cientistas.

Essencialmente, células nada mais são do que líquidos encapsulados por uma membrana. Então, a equipe desenvolveu um sistema que cria pequenas esferas de fluidos e as coloca em uma camada dupla de lipídios. A impressora é capaz de pingar uma gota por segundo, criando estruturas com até 35 mil delas.

As possibilidades que a nova descoberta abre são muitas. Ela pode ser utilizada em formas alternativas de se administrar medicamentos que necessitem de contato com a pele ou até mesmo substituir por completo tecidos que tenham sido afetados por alguma razão. Entretanto, ainda não há uma data definida para que o projeto passe a ser replicado em maior escala.

Cupons de desconto TecMundo: