Pandemia faz população encolher pela 1ª vez na região Sul

1 min de leitura
Imagem de: Pandemia faz população encolher pela 1ª vez na região Sul
Imagem: AFP/Reprodução
Avatar do autor

Em março, a região Sul do Brasil registrou encolhimento da população, devido aos óbitos decorrentes da covid-19. Segundo dados do SIM (Sistema Integrado de Mortalidade) do Ministério Público, é a primeira vez desde 1979 que o número de mortes supera o de nascimentos.

A Associação Brasileira de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), que registra dados de nascimentos, óbitos e casamentos da população brasileira, divulgou que o mês de março contou com 34.456 mortes na região Sul, enquanto o número de nascimentos ficou em 34.211, uma diferença de 248 casos.

Arpen Arpen/Reprodução

O resultado é uma consequência da covid-19, que teve o maior pico de mortes no mês passado. Para comparação, em março de 2020, a diferença entre o número de nascimentos e óbitos na região era de 13 mil casos. Esta era a média desde que os registros começaram, em 1979.

No total, foram registrados 17.220 óbitos no mês passado, sendo a maioria no Rio Grande do Sul, com 8.148 casos. O Paraná ficou em segundo, com 5.737, e Santa Catarina registrou 3.335 mortes. Desde o início da pandemia, os três estados adotaram diferentes medidas para conter a disseminação do vírus. Porém, com o aumento de casos, os governos estaduais se uniram para evitar o desabastecimento de insumos e permitir a transferências de pacientes.

Fontes

Pandemia faz população encolher pela 1ª vez na região Sul