(Fonte da imagem: Reprodução/Phys.Org)

Engenheiros elétricos das universidades Duke e Arizona (ambas dos Estados Unidos) se uniram para criar um aparelho capaz de capturar imagens em até 50 gigapixels (resoluções muitíssimo maiores do que as conseguidas com as câmeras comuns, que capturam entre 3 e 40 Megapixels). O projeto ainda está em fases de testes, mas já vem garantindo resultados promissores.

Para realizar a montagem da câmera, os engenheiros sincronizaram 98 pequenas câmeras em um único equipamento. Apesar de o protótipo ser bastante grande – possuindo 20 polegadas de profundidade –, os responsáveis afirmam que isso pode ser reduzido em breve, graças à miniaturização dos componentes necessários para a produção dele.

Mas o principal desse sistema todo é o software, que permite a sincronização das imagens em um único elemento. Além disso, é o programa integrado à câmera que garante que cada pequena câmera vai ser responsável pela captura de um trecho específico da imagem que está sendo fotografada.

Os próximos passos dos engenheiros são relacionados à produção de componentes menores para a câmera. Atualmente, é impossível produzi-la com menores dimensões por causa da necessidade de dissipação do calor. Ainda vai demorar um bom tempo para que seja possível encontrar uma câmera de 50 gigapixels nas lojas, mas é importante saber que as pesquisas estão avançando.

Fonte: Phys. Org

Cupons de desconto TecMundo: