A Kraken, bolsa de bitcoins dos EUA, comentou nessa semana que buscará recuperar uma parte dos milhões de dólares perdidos pela Mt. Gox. A empresa japonesa foi a maior bolsa do ramo no mundo, contudo, em fevereiro de 2014, a Gox pediu concordata no Japão e afirmou que todas as bitcoins geridas por ela sumiram.

A companhia norte-americana ajudará nas investigações sobre o desaparecimento das moedas virtuais ao lado de Nobuaki Kobayashi, administrador legal da Mt. Gox, de acordo com informações da Reuters.

Um dos maiores problemas que a empresa japonesa enfrenta é a pressão de seus antigos credores, que perderam muito dinheiro nessa empreitada. Para resolver essa questão, a Kraken afirmou que, caso tenha sucesso, redistribuirá aos clientes da Gox os bitcoins encontrados. Tudo será feito como um processo de liquidação.

"Esperamos reavivar a reputação do bitcoin e criar um mercado saudável, o que dará lucro para nós", disse Ayako Miyaguch, diretor de operações japonesas na Kraken.

No total, o valor monetário perdido pela empresa japonesa é de US$ 480 milhões. Até o momento, apenas 200 mil bitcoins foram recuperados pela companhia norte-americana. Enquanto essa matéria estava sendo produzida, a cotação estava em 1 BTC vale US$ 372. Ou seja, a Kraken recuperou pouco mais de US$ 74 milhões.

Cupons de desconto TecMundo: