Este recurso surgiu como um diferencial, mas em breve pode ser algo essencial para os smartphones das principais fabricantes do mundo. Estamos falando dos leitores de digitais, que vêm se tornando cada vez mais presentes nos aparelhos eletrônicos — com a promessa de levar muito mais segurança para uma série de tarefas e também rapidez para o desbloqueio dos dispositivos.

Como está acontecendo esse avanço? Quais são as reais possibilidades que os leitores de digitais adicionam aos smartphones e como isso pode ser melhorado com o tempo? Antes de responder a essas perguntas, vamos analisar primeiro quais são as vantagens que os dispositivos já oferecem para os consumidores. Confira isso agora mesmo e prepare-se para o futuro.

Aplicações atuais

Quando os sensores biométricos chegaram aos computadores portáteis, a função principal deles era agilizar o processo de desbloqueio de telas. Funcionando como uma senha, as impressões digitais permitiam que os notebooks reconhecessem o dono da máquina para liberar o acesso. Estamos falando de um período relativamente remoto, quando todo esse processo estava longe de ser dinâmico.

Hoje, a Apple, Samsung e Google já conseguem aproveitar essas possibilidades de um modo bem mais completo. Utilizando a rapidez dos processadores atuais, as fabricantes conseguem fazer com que os smartphones reconheçam impressões digitais em instantes, fazendo o desbloqueio da tela com muita rapidez. Logicamente, não apenas para esse tipo de finalidade ocorreram os investimentos.

Cada vez mais os serviços de pagamento Mobile — Apple Pay, Samsung Pay e Google Wallet — estão se integrando à homologação por digitais. Isso significa que os pagamentos realizados nesses aparelhos podem não demandar senhas numéricas, apenas a impressão digital — ou ambos, caso o consumidor queira garantir uma verificação de duas etapas. Com os SDKs liberados, espera-se que cada vez mais aplicações sejam compatíveis com o sistema.

As vantagens dos sensores

Entre as principais vantagens dos sensores estão a segurança e a rapidez que são atribuídas a eles. Como você sabe, a impressão digital é única e ninguém conseguirá fazer o desbloqueio de um aparelho que esteja com as digitais de outra pessoa cadastrada. Isso é bem mais seguro do que senhas numéricas ou padrões, que podem ser descobertos após algumas rápidas observações — e até mesmo por padrões de gordura na tela.

Por não exigir que os usuários insiram códigos — geralmente com quatro toques ou alguns comandos direcionais —, existe uma redução no tempo de desbloqueio. Em comparação com um desbloqueio de quatro toques, a redução pode ser para um quarto. Se compararmos com pessoas que erram os códigos várias vezes, isso vai ainda mais além.

Também precisamos falar justamente sobre isso: não há chance de erros. Salvo momentos em que os dedos ou sensores estão muito engordurados, os leitores biométricos reconhecem o dedo cadastrado e os smartphones podem permitir o acesso às funções em menos de um segundo.

Futuro

Hoje, os sensores de impressões digitais estão limitados aos aparelhos top de linha das principais fabricantes. Em breve, é possível que a tecnologia fique um pouco mais barata e comece a ser levada também para os dispositivos intermediários, garantindo que muito mais consumidores tenham acesso às novidades. Para isso, também é preciso que novas funcionalidades sejam adicionadas.

São várias as possibilidades que podem ser atribuídas aos aparelhos. Para começar, não é tão complexo permitir que existam interpretações diferentes para os dedos dos usuários. Por exemplo: desenvolvedores podem criar formas de fazer com que um dedo programado libere um perfil de acesso mais limitado para quem for emprestar o telefone para um amigo. E isso pode ser levado para muitas outras alternativas.

.....

Como você pode ver, ainda estamos no começo das possibilidades dessa tecnologia de reconhecimento de impressões digitais. Em breve, muito mais pessoas devem poder realizar os processos em seus aparelhos, tendo mais segurança para as contas inseridas neles.

Você acha que os leitores biométricos vão prosperar? O que ainda falta neles? Quais são as grandes vantagens dos scanners de impressão digital? Comente no Fórum do TecMundo