Ampliar (Fonte da imagem: io9)

Pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos EUA, desenvolveram uma técnica capaz de transformar folhas de gel com superfícies planas em formas 3D. O método é baseado na capacidade dos organismos biológicos de aumentarem os seus materiais de composição de maneira uniforme em três dimensões – limitando o seu crescimento em determinadas áreas.

De acordo com o site io9, os cientistas utilizaram uma fina folha de polímero sensível à radiação ultravioleta, expondo-a a feixes de luz com diferentes intensidades. As áreas atingidas pela luminosidade se tornaram reticuladas (como se estivessem com nervuras) e não se expandiram ao serem colocadas na água.

Em contrapartida, as partes que não foram expostas à luz aumentaram de tamanho ao serem encharcadas. Com base nisso, os pesquisadores usaram padrões de retícula para fazer com que a folha em teste ganhasse uma nova forma ao ter pontos específicos do gel iluminados com intensidades variadas.

Com este controle, foi possível criar diversas formas com a folha de gel, como esferas e cones. A equipe de cientistas espera que a técnica possa ajudar no desenvolvimento de um novo tipo de engenharia de tecidos biológicos ou um meio alternativo para impressões 3D. O estudo foi publicado no periódico científico AAAS.

Cupons de desconto TecMundo: