(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia)

O grafite é uma escolha comum para a construção dos ânodos de Li-Ion nas baterias recarregáveis atuais. O problema é que eles não são um exemplo de eficiência, e o alto consumo de energia dos aparelhos atuais contribui para baterias com cada vez menos autonomia.

Uma nova tecnologia da 3M substitui os ânodos de carbono por ânodos de silício na estrutura das baterias, fazendo com que a densidade energética contida nelas aumente em até 40%.

A pesquisa é financiada, em parte, pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos, que busca uma forma de produzir veículos mais eficientes energeticamente. A 3M já pesquisa novas maneiras de melhorar as baterias de Li-Ion desde a década de 1990.

Será que finalmente teremos um incremento real na capacidade das baterias? O mercado de gadgets agradece.

Cupons de desconto TecMundo: