Quem pensava que armas a laser eram coisas de filme pode acabar mudando de ideia com a nova tecnologia que a Força Aérea Americana está desenvolvendo e pretende começar a utilizar daqui a cinco anos.

A informação vem do General Herbert J. Hawk Carlisle, que disse, durante a conferência da Associação da Força Aérea e Espacial, que este dia está mais próximo do que muitas pessoas acreditam.

Conforme informação do ArsTechnica, no evento, algumas armas a laser de baixa potência podiam ser conferidas pelo público no andar de exposição, incluindo um sistema da General Atomics, empresa especializada em projetos de defesa norte-americanos, que pode ser instalado em aviões não tripulados.

Em parceria com a DARPA, a General Atomics vem trabalhando em uma arma a laser com mais de 150 kilowatts de potência, a qual é apelidada de HELLADS. Com base nas atuais condições do equipamento, a Força Aérea Americana acredita que a versão pronta para combate estará finalizada em 2020.

De acordo com o General Carlisle, armas desse tipo poderão ser fixadas diretamente nos aviões de combate e servirão para desativar mísseis em movimento, derrubar drones e até mesmo danificar veículos inimigos com um “custo por tiro” mais baixo do que o de projéteis tradicionais. Parece que o futuro vai ser mesmo como nos filmes!