Cartões com tarja magnética de vários tipos foram reprogramados para realizar os saques. (Fonte da imagem: Reprodução/Jornal da Bairrada)

“Todos de mãos para o alto. É um assalto!” Essa é uma frase de cinema que pode continuar sendo realidade só mesmo nas telonas. Os criminosos que tinham coragem e conhecimento suficiente para roubar um banco agora fazem isso sem nem mesmo passar perto de uma agência. Um exemplo é a rede criminosa de hackers que conseguiu roubar US$ 45 milhões nos últimos dias ao redor do mundo com cartões de débito clonados.

Eles conseguiram invadir sistemas de bancos e copiar informações de clientes até em cartões usados em portais de hotéis além de vários outros do tipo. Ou seja, eles se aproveitaram do velho sistema de segurança de tarja magnética que ainda é muito utilizado por aí para fazer o roubo. O problema é que a ganância conseguiu desmantelar o grupo de Nova York, que roubou nada menos que US$ 2,8 milhões em um único dia.

Com tamanha ousadia, os padrões de saque puderam ser rastreados e, com a ajuda de câmeras de segurança, todos os que agiam na cidade norte-americana foram capturados e devem permanecer presos.

Até agora, não foram reveladas informações sobre como os criminosos agiam internacionalmente e em quais países eles estavam atuando.

Cupons de desconto TecMundo: