(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

Chegou 2013 e estamos todos vivos, já que o tão temido “fim do mundo” resolveu faltar ao evento do dia 21 de dezembro. Infelizmente, essa não foi a primeira e nem será a última profecia apocalíptica furada a termos conhecimento e, assim, os mais paranoicos já estão se preparando para as próximas prováveis datas do armagedom.

Para piorar a situação, alguns eventos cosmológicos devem deixar as pessoas ainda mais alarmadas nos próximos anos e, portanto, nada como nos vacinarmos contra os temores infundados do futuro. Confira, a seguir, que eventos são esses e por que eles não oferecem ameaça à nossa existência.

O cometa do século

Em setembro do ano passado, a  International Scientific Optical Network, na Rússia, descobriu o cometa C/2012 S1, corpo celeste que já está sendo batizado como “o cometa do século”, já que pode causar um belo espetáculo nos céus, para a nossa alegria. Mesmo assim, esse evento pode disparar alguns receios na população em geral.

Em 28 de novembro de 2013, o C/2012 S1 deve passar próximo ao Sol, a uma distância muito próxima da que separa a Terra da Lua. Quando isso estiver perto de acontecer, é provável que muitos comecem a divulgar que o astro poderá modificar as marés do Sol, mas a verdade é que o Sol pode simplesmente destruir o cometa por completo

Primeira foto do cometa C/2012 S1 (ISON) (Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

Como se não bastasse, o cometa passará a 5 milhões de quilômetros da Terra, em janeiro de 2014. Sendo assim, não se assuste e mantenha a calma caso ouça previsões catastróficas, pois não serão poucos os que dirão que o cometa provocará erupções de vulcões e até mesmo terremotos.

Para deixar a ocasião ainda mais mágica, algumas pessoas avisam que o cometa estará muito brilhante um mês antes do Natal, o que muitos podem considerar como um sinal divino relacionado ao cristianismo.

Asteroide Apophis

A NASA continua monitorando os asteroides que representam algum tipo de ameaça ao nosso planeta e, agora, finalmente tiveram a confirmação de um que poderá despertar euforia na população da Terra. O Apophis, batizado com o nome do espírito egípcio do mal e da destruição, passará bem perto da Terra, abaixo das órbitas dos satélites de comunicação, e será visível a olho nu em algumas partes do Atlântico. Porém, isso deve acontecer apenas em 13 de abril de 2029.

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

Esse asteroide tem o tamanho de três campos de futebol e possui energia para causar um impacto equivalente ao de 10 mil bombas atômicas de Hiroshima. O asteroide não vai se chocar contra o nosso planeta, mas se porventura isso acontecer, mesmo assim não será o suficiente para acabar com a vida na Terra.

O grande alinhamento dos planetas

Antes de tudo, vale a pena notar que esse tipo de alinhamento já aconteceu em 1962, 1982 e em 2000 e que, apesar do nome, ele não indica que os planetas ficaram perfeitamente alinhados, como pérolas em um colar. Em vez disso, o alinhamento se refere ao fato de que todos os planetas do nosso Sistema Solar estarão de um mesmo lado do Sol, com uma variação de ângulo de 10 a 30 graus.

(Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News)

Durante o evento de 1982, um livro conhecido como “The Jupiter Effect”, de John Gribbin, se tornou um fenômeno de vendas por “prever” que o alinhamento dos planetas causaria muitas catástrofes na Terra, incluindo um enorme terremoto na região da Califórnia. Obviamente, a previsão estava furada. Apesar de ter ocorrido um terremoto no Iêmen, que matou 1.500 pessoas, nenhum dos eventos previstos no livro aconteceram.

Portanto, quando o próximo grande alinhamento acontecer, no ano de 2163, não perca seu tempo correndo para a montanha mágica.

Cupons de desconto TecMundo: