As universidades Cornell e do Havaí estão procurando oito voluntários para a simulação de uma estadia em Marte. Desses, seis participarão efetivamente do experimento, enquanto dois ficam no “banco de espera”, para o caso de algo dar errado.

A pesquisa, que leva o nome de Hawaii Space Exploration Analogue & Simulation (HI-SEAS), deve ser executada no início de 2013, quando os voluntários ficarão confinados durante 120 dias e noites em uma paisagem moldada pelos escombros de um vulcão, na ilha do Havaí. O objetivo principal da pesquisa é descobrir o que os astronautas poderiam comer, como eles cozinhariam e quanto de comida seria necessário para se manterem durante uma missão tripulada de longa duração.

De acordo com a ABC, o experimento será bastante realista: os membros da tripulação terão comunicação limitada com o controle da missão e vestirão trajes especiais de astronautas sempre que forem ao exterior da base. Dentro dela, a alimentação dos voluntários será exclusivamente preparada para o experimento e consiste, basicamente, de farinha, açúcar, feijão, arroz, azeite de oliva, carne e queijo desidratados.

As inscrições serão aceitas até o dia 29 de fevereiro. Os candidatos deve ter bem condicionamento físico, não ser fumante, ter de 21 a 65 anos de idade e possuir bacharelado em engenharia, matemática ou ciências relacionadas. Serão melhores avaliados aqueles que puderem usar os quatro meses de “estadia” para experimentos geológicos ou voos espaciais de longa duração.

Achou moleza? Bem, talvez você queira saber, antes, como é que os astronautas se alimentam no espaço. Podemos adiantar que sabor e boa aprência não são prioridades na preparação dos pratos.

Cupons de desconto TecMundo: