Você já deve ter visto esta cena em algum filme ou em algum desenho animado: o telefone toca e o protagonista faz um gesto de telefone com as mãos, apontando o dedo mindinho para a boca enquanto o dedo polegar fica próximo ao ouvido. Em algumas histórias, o herói utiliza esse método para conversar como se estivesse utilizando a própria mão como telefone.

E se nós resolvêssemos construir o nosso próprio telefone de mão? Certamente isso seria muito divertido, principalmente para conversar em público. Já imaginou a reação das pessoas ao dar de cara com um maluco mantendo uma conversa animada com a mão? O processo é muito mais simples do que parece.

Vamos à lista de materiais.

Materiais

  • Um fone Bluetooth;
  • Um par de luvas de lã;
  • Cola;
  • Agulha e linha;
  • Fita adesiva;
  • Palitos de sorvete;
  • Equipamento de solda (opcional).

E, é claro, um aparelho de celular compatível com o fone Bluetooth. O equipamento de solda é opcional, pois será usado somente se algum contato se romper ou se você precisar estender o comprimento dos cabos.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Montagem

O processo de montagem deve variar muito, pois existem milhares de modelos diferentes de fones de ouvido Bluetooth. Vamos mostrar como fizemos o nosso, mas, como os componentes internos são semelhantes, existem grandes chances de o seu fone ser parecido com esse, salvo pequenas exceções na hora de remover os componentes da carcaça plástica.

O primeiro passo é desmontar o fone. O nosso possui uma camada de borracha encaixada; basta puxar — com muito cuidado — até que ela se solte completamente. Na parte de cima, é possível visualizar o botão que liga, desliga e também serve para parear o nosso fone com os aparelhos celulares. Ao lado está o conector USB, que serve para carregar a bateria do gadget.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Logo após remover a parte de borracha, deixamos expostos alguns parafusos que mantêm o conjunto fechado. Basta removê-los e, logo em seguida, forçar a lateral com um estilete. Assim, a placa com todos os circuitos, além da bateria, deve se soltar. Os fios que levam até os alto-falantes também ficam expostos depois disso. Tome cuidado para não romper nenhum contato: isso é importante seja qual for o modelo do fone. Caso isso aconteça, você pode correr o risco de danificar permanentemente o conjunto. Como os pontos de solda são muito pequenos, refazer a trilha poderia dar um trabalho enorme.

Agora vem uma parte delicada. Nosso fone possui botões de controle em ambos os lados. Eles são muito sensíveis e, para desmontá-los, precisamos ter muito cuidado, pois eles são apenas colados na placa de contatos. Com o estilete, vamos soltando as partes delicadamente até que tudo se separe.

Atenção: essa é a parte em que você deve pensar se deseja ou não continuar. A partir daqui, existe a chance de você não conseguir mais remontar o seu conjunto de fones como ele era no início.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Os fones são presos no suporte plástico com um parafuso na parte de trás. É só removê-lo para liberar tudo. Depois disso, podemos ver que ambos estão cobertos por uma peça plástica. Não existe uma maneira segura para desmontar essa parte, já que tudo está colado. Para simplificar, pegamos um alicate e quebramos o excesso de plástico com o objetivo de diminuir o tamanho do conjunto.

Agora o seu conjunto de fones deve estar assim: fone de ouvido, microfone e placa lógica + bateria. O coração do projeto está aqui. O passo seguinte é preparar a luva para que possamos acoplar o conjunto.

Preparando a “luva-fone”

Nossa luva é daquelas mais comuns, que você compra em qualquer loja por menos de dois reais. Pelo menos nessa parte não precisamos ter pena de danificar alguma coisa. Como a luva é inteira, vamos deixá-la mais confortável para utilização no dia a dia removendo a ponta dos dedos.

Começamos colocando a luva na mão que vamos utilizar. Em seguida, marcamos com fita adesiva um pouco acima da metade de cada dedo. Depois, removemos a luva e cortamos acima da marca da fita. Agora vem uma parte importante: como a luva é de lã, ela vai desfiar rapidamente por causa dos cortes que fizemos; logo, precisamos dar alguns pontos de costura para garantir que ela não se desmanche. O ideal é utilizar o mesmo fio com que a luva é construída para se fazer isso. Nós usamos linha comum mesmo.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O processo é simples: basta virar a luva do avesso e dobrar uma pequena parte dos dedos para dentro. Então, costuramos em volta. Faremos isso em torno de todos os dedos, tudo para garantir que ela não se desmanche durante o processo de montagem.

Prendendo os componentes

A segunda luva terá um destino um pouco mais trágico que a primeira: ela será inteiramente sacrificada em prol do nosso projeto. Precisamos fazer isso para ter como criar as bolsas que vão segurar o equipamento dos fones.

Vamos começar cortando a parte de trás, aquela que contém o elástico. Como a placa lógica é a maior parte do conjunto, vamos posicioná-la junto ao pulso. Com a parte que cortamos da outra luva, devemos envolver a placa e costurar em volta, formando uma bolsa para proteção.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Importante: como a lã em contato com a pele costuma gerar eletricidade estática, é recomendável envolver a placa em plástico antiestático antes de fechar tudo.

O botão principal da placa, que tem por objetivo ligar, desligar ou parear o conjunto com os telefones celulares, precisa de um suporte maior para facilitar o seu acesso. Um pedacinho de palito de sorvete preso em cima dele deve servir. Basta prender com fita adesiva e pronto.

Depois de envolver a placa em plástico antiestático, aplicamos um pouco de fita dupla face na parte inferior e prendemos na parte da luva que ficará no pulso. Em seguida, terminamos de costurar a proteção por cima, sempre nos lembrando de deixar uma abertura na parte de trás para que possamos acessar o cabo USB para carregar o dispositivo, além de poder acessar o botão.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Os dois fones devem seguir o mesmo procedimento. Vamos colocar o microfone próximo ao dedo mínimo e prendê-lo. O fone de ouvido ficará próximo ao polegar. É importante posicionar os botões de controle também. Como eles são muito próximos aos fones, vamos deixá-los colados na lateral do dedo. Além de podermos acessar o painel de controles com facilidade, eles ficarão ocultos, evitando que as pessoas descubram o nosso disfarce. Antes de prendê-los, vamos memorizar o posicionamento das teclas, já que elas vão ficar ocultas. Uma fotografia deve ser suficiente para registrar a ordem dos botões.

Para finalizar, prendemos o restante dos fios com fita adesiva. Não é necessário fixá-los com costura, pois eles são leves e ocupam pouco espaço.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Dando os últimos retoques

Uma das tarefas mais difíceis desse projeto é virar a luva para o lado certo, já que o mecanismo foi todo construído pelo avesso. É preciso muito cuidado para não danificar os contatos e nem romper os componentes, pois isso iria mandar todo o trabalho que tivemos até então para o lixo.

Agora, é só testar. Vamos acessar o painel de controle que está no pulso e apertar o botão para parear os dispositivos. Em nossos primeiros testes, o telefone conseguiu captar a “luva-fone” sem maiores problemas. 

Pronto! Agora é só sair por aí falando com a sua mão. As outras pessoas vão, no mínimo, ficar muito curiosas.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Cupons de desconto TecMundo: