Jay Blahnik é o diretor fitness para soluções de saúde na Apple. Isso significa que o executivo está envolvido na maioria das plataformas do Watch/iPhone que querem cuidar do seu corpo. O currículo de Blahnik também conta com uma grande vitória: ele ajudou a criar as soluções fitness da Nike e foi porta-voz do Nike+ FuelBand.

No final de 2013, o CEO da Apple, Tim Cook, estava atrás de algum expert da área para entrar na empresa e ajudar na implementação do novo iWearable. Jay Blahnik acabou sendo a escolha, e ele está até hoje pensando em novas soluções de saúde para a Maçã.

Em entrevista ao OutsideOnline, o executivo comentou que a única coisa que não muda em todos os anos é o conselho que ele fornece: "Tendências vêm e vão. Mas tudo se resume a sentar menos, se mover mais e fazer algum exercício". Essa é a fórmula do Activity, aplicativo que rastreia atividades no Watch.

Apesar de alguns usuários não estarem muito satisfeitos com o gadget, o relógio inteligente da Maçã já teve mais de 3 milhões de unidades vendidas e gerou US$ 1 bilhão em receita — melhor do que o iPhone e iPad durante o lançamento.

Durante a entrevista com Jay Blahnik, o site OOnline pergunta se o executivo realmente pensa que o Watch é capaz de mudar o comportamento de alguém de maneira positiva. A resposta foi essa:

"Eu sei que eu sou diferente de muitos consumidores — eu treino diariamente. Eu sou apaixonado por exercícios e sou motivado para isso. Então, eu sou viciado em fechar o anel do Activity — o app do Watch que fecha um círculo quando você completa as atividades. Às vezes, me pego correndo durante a noite só parar fechar o anel. Outra coisa que o nosso app faz é diminuir a intensidade das metas caso a pessoa esteja saindo dos trilhos. Assim, elas voltam e continuam sendo ativas".

Para acompanhar a entrevista completa de Jay Blahnik, você pode acessar este link.

Você utiliza algum app de saúde? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: