Pelo que se vê nos jornais e noticiários, a população norte-americana parece ter um gosto bem peculiar por ir aos tribunais sempre que acreditam que seus direitos estão em jogo ou que foram lesados de alguma maneira por produtos ou serviços. Infelizmente, uma decisão judicial deve acabar com a alegria de quem esperava receber uma bolada no caso mais recente de “mensagem da morte” envolvendo os dispositivos da Apple. Aos olhos da Justiça dos EUA, a falha com o iMessage não tem força o suficiente para que o processo seja levado adiante.

A responsável por negar a ação conjunta do grupo contra a companhia foi a juíza Lucy Koh, que também trabalhou em uma série imbróglios envolvendo a Empresa da Maçã e a Samsung. De acordo com a magistrada, é difícil dizer exatamente quem foi afetado pelo erro envolvendo o aplicativo, já que, teoricamente, qualquer uma das milhões de pessoas com aparelhos iOS estaria exposta ao bug. O problema disso, mais especificamente, seria provar que os usuários perderam mensagens importantes por conta dos travamentos.

Ok, a decisão da juíza não chega a salvar completamente o pescoço da Apple em relação ao bug, uma vez que processos movidos individualmente ainda têm chances de vingar na corte, mas com uma ação tão grande caindo por terra as outras reclamações do mesmo tipo perdem força. Eventualmente, por exemplo, pode ser até que a empresa perca em alguma instância da Justiça norte-americana, mas o montante a ser pago no caso de indenizações ou acordos deve ser bem mais baixo que o esperado.

Apple pode se safar de processos a respeito de bug no iMessage graças a decisão judicial. Comente sobre isso no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: