A Apple tem uma base gigantesca de cartões de crédito. Afinal, muitas pessoas cadastram pelo menos um cartão ao criar uma conta no iTunes ou na App Store. O Apple Pay, que permite fazer pagamentos nos Estados Unidos, também está reforçando ainda mais o acervo de cartões da Maçã.

Pensando nisso, a gigante de Cupertino solicitou o cadastro de uma patente simples, mas bastante polêmica. O documento hospedado na US Patent & Trademark Office sugere que um sistema automatizado poderá analisar o saldo dos cartões de crédito dos usuários e utilizar essa informação como base para oferecer produtos que eles possam pagar.

O objetivo do mecanismo é apresentar promoções mais atrativas para os consumidores, já que seriam destacados produtos dentro do orçamento. Embora a ideia pareça interessante, ela certamente pode violar a privacidade financeira de muita gente e a participação no programa deve ser opcional.

Além do mais, não é raro que uma pessoa não possua, por opção própria, um cartão de crédito com muito saldo, mas conte com outros métodos de pagamento. O sistema da Apple vai precisar de muito bom senso na hora de mensurar o poder de compra de seus clientes, já que subestimar possíveis compradores pode prejudicar as vendas.

Cupons de desconto TecMundo: