A Foxconn é uma gigante chinesa que produz produtos eletrônicos para diversas empresas do mundo. Apesar de ela ser sempre associada à Apple, a companhia também atende diversos outros clientes, como Amazon, Dell, Blackberry, Google, HP, Cisco, Microsoft, Nintendo e Sony.

Entretanto, a Apple é a maior cliente da empresa – são mais de 10 milhões de aparelhos vendidos a cada trimestre – e por isso é sempre associada aos seus serviços.

Histórico complicado

A Foxconn já se envolveu com acusações de escravidão e até com o suicídio de funcionários – fato que obrigou a empresa a instalar telas de proteção para frustrar as expectativas de quem planejava se jogar do alto dos prédios. Mas isso é o pouco que se sabe sobre as produções nas fábricas.

Outro fato interessante é que a empresa conta com mais de um milhão de funcionários espalhados em diversas cidades e campos, e que boa parte deles também residem em seus locais de trabalho.

Campus universitário

Recentemente, o site de notícias americano Re/Code obteve acesso a um desses campos através de um tour guiado. A repórter Dawn Chmielewski foi enviada para lá, e produziu uma extensa reportagem contando tudo o que viu.

Dawn disse na reportagem que Louis Woo, porta-voz da empresa, tentou assemelhar o local com um campus universitário de uma faculdade – com até oito pessoas por quarto. Porém, segundo ela, não é bem assim que parece.

Ela obteve acesso a um quarto no primeiro andar sem obter permissão dos ocupantes onde quatro pessoas ocupavam beliches de metal idênticas, com colchão fino, mosquiteiro  e uma mesa de trabalho em baixo. Além disso, diversas roupas ficavam espalhadas em uma barra suspensa nas camas.

Lan houses

As condições de vida dos trabalhadores chineses geralmente são bem delicadas. Em 2012, dormitórios superlotados, comida ruim e falta de saneamento provocaram uma revolta em uma das fábricas da empresa. Além disso, um relatório apontou condições precárias  nos dormitórios, que apontavam cheiro de lixo, podridão e suor. Porém, a repórter não encontrou tal situação.

Outro aspecto curioso citado por Dawn é que a Foxconn está recrutando uma força de trabalho mais jovem, o que explica as lan houses e os cafés repletos de computadores espalhados por todo o local. 

Cupons de desconto TecMundo: