O relatório fiscal da Apple surpreendeu até os mais otimistas batendo um recorde mundial de arrecadação trimestral. Foram US$ 74,6 bilhões contra US$ 57,6 bilhões do mesmo período do ano passado. O lucro de US$ 18 bilhões nos últimos três meses também foi o maior já registrado entre todas as empresas de capital aberto no mundo na história. Contudo, não é só isso que surpreende no relatório.

No Brasil, onde a Apple nunca teve muita tração por conta dos altos preços, a venda de iPhones dobrou no período fiscal. Não foi detalhado um número exato de vendas em nosso país, mas, globalmente, a empresa vendeu 74,5 milhões de iPhones, apenas 600 mil a menos que a Samsung, segundo o IDC.

Cinco maiores fabricantes de smartphones do mundo no quarto trimestre de 2014

Isso quer dizer que a Maçã está em vias de voltar ao topo do mercado global de smartphones, caso a coreana não dê um jeito de melhorar o seu desempenho, que tem sido corroído nos últimos trimestres pela concorrência. Outras fontes, entretanto, afirmam que a Apple já ultrapassou a Samsung se consideradas algumas diferenças nos cálculos. Confira os detalhes aqui.

Ações

As ações da Apple subiram imediatamente para altos níveis assim que o relatório foi publicado. A notícia do bom desempenho no Brasil, em Singapura e especialmente na China, onde a empresa vendeu 70% a mais, foi um dos destaques dessa subida. Apesar disso, os EUA ainda são o maior mercado da Apple, contrariando especulações de analistas que apontavam a China como a maior fonte de lucro da empresa.

Além dessa impressionante guinada da Apple para ameaçar a hegemonia da Samsung que dura desde 2011, a briga entre outras marcas também tem ficado mais acirrada. Em períodos anteriores, a chinesa Xiaomi tinha conseguido ficar em terceiro lugar, deixando Motorola/Lenovo e Huawei para trás. Agora, a coisa se inverteu novamente. Confira o gráfico do IDC acima.

Cupons de desconto TecMundo: