Após finalmente ceder aos apelos do mercado e lançar uma versão do iPhone com tela mais ampla — algo que Steve Jobs criticava —, a Apple pode estar próxima de tomar outra decisão que não iria agradar seu fundador. Recentemente, a companhia registrou uma nova patente relacionada a uma caneta Stylus proprietária, sinal de que um acessório do tipo pode ser integrado a alguns de seus aparelhos no futuro.

Durante o lançamento do iPhone, em 2007, Jobs fez duras críticas ao dispositivo, afirmando que ninguém realmente deseja usar algo do tipo. “Você precisa pegá-las, guardá-las, você as perde, yuck. Ninguém quer uma Stylus”, afirmou o então CEO da companhia na época.

Em seu histórico, a Apple já teve uma experiência com o acessório através do Newton, dispositivo lançado na década de 1990. No entanto, foi o PalmPilot o dispositivo responsável por popularizar a caneta e tornar comercialmente viáveis os chamados assistentes digitais pessoais.

A inclusão de uma Stylus pode tornar o iPad um produto mais atrativo ao mercado corporativo e a usuários que desejam inserir comandos de forma mais precisa. Os rumores de que a Apple pode investir em uma versão de seu tablet com tela maior combina com essa proposta, que permitiria à companhia focar em um mercado mais especializado e disposto a pagar um valor mais alto por experiências aprimoradas.

Cupons de desconto TecMundo: