O guru do design da Apple, Jonathan "Jony" Ive, não poupou críticas às companhias que ganham dinheiro vendendo produtos que são extremamente similares aos modelos lançados pela empresa. Ele conversou com vários fãs durante um evento da revista Vanity Fair.

Questionado sobre o que ele acha das companhias que ele acredita que copiam a Apple, a resposta foi direta: "Não acredito que seja elogio (ou bajulação), eu vejo como um roubo", afirma o designer. A questão era especificamente sobre a chinesa Xiaomi, mas para não gerar um clima desconfortável, ele respondeu à concorrência em geral.

"Eu tenho que ser honesto: a última coisa que eu penso é 'Nossa, isso me lisonjeia'. Todos aqueles finais de semana eu poderia estar em casa com a minha família — isso é roubo e preguiça. Não acho que seja OK de jeito nenhum", critica ele, falando do tempo em que passa no quartel-general da Apple, em Cupertino, trabalhando na aparência dos produtos.

A BBC também ouviu um analista do Davis Murphy Group que avisa sobre o outro lado da moeda: os produtos da Apple também não são 100% originais, já que pegam inspiração em competidores e buscam evolução. Depois do duelo entre ela e a Samsung, será que uma nova guerra de patentes vem aí?

Cupons de desconto TecMundo: