Site afirma que Apple lançará iPhone 5S e um modelo mais barato este ano(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

A corrida pelo posto de empresa número um de vendas em smartphones não é a única disputada pela Apple. A gigante de Cupertino também luta pelo posto de companhia mais valiosa do planeta – batalha travada com a também norte-americana Exxon Mobil já há alguns anos.

Essa disputa ficou mais intensa nos últimos meses, com as empresas se alternando no topo do ranking quase diariamente. Contudo, desde o dia 22 de fevereiro a gigante dos combustíveis se mantém firme na primeira posição. A surpresa fica por conta do fato de que a Apple não ficava fora do topo do pódio por mais de uma semana desde 2011 – ano em que essa “batalha” começou.

Maior valor da história e desvalorização acelerada

Essa briga mostra como o valor de mercado das companhias de capital aberto pode flutuar de acordo com o sucesso ou fracasso momentâneos que essas empresas vivem em seus respectivos mercados.

A Apple é atualmente um dos melhores exemplos disso. A empresa já chegou a bater o maior valor de uma companhia em todos os tempos. Em 21 de setembro do ano passado – dia do lançamento do iPhone 5 – a Apple fechou o balanço com os seus papéis sendo negociados a 705,07 dólares.

Desde então, a empresa tem sofrido um queda de mercado vertiginosa. Com as notícias relatando o sucesso dos smartphones concorrentes, o crescimento substancial da Samsung e resultados menos positivos nos últimos balanços, atualmente a Apple já atinge valores bem menores, fechando os últimos dias valendo “apenas” 394 bilhões de dólares.

Correção de rumo

Apesar de estar sólida no primeiro lugar já há mais de uma semana, os analistas de mercado não acreditam que a Exxon Mobil vá conseguir desbancar a Apple por muito tempo. Segundo o Mercury News, por exemplo, a companhia deve sofrer uma “correção de rumo” em seu valor de mercado.

Com uma retomada de crescimento sólida, as projeções são para que os papéis da empresa, que atualmente giram em torno dos 420 dólares, sofram um substancial reajuste, passando a valer, em breve, algo em torno de 619,14 dólares – preço médio no qual os economistas apostam.

Cupons de desconto TecMundo: