(Fonte da imagem: Reprodução/Qzprod)

Há um pouco mais de um ano atrás, a Apple foi avaliada como a empresa mais valiosa do mundo — o que deixou a Exxon, companhia do ramo do petróleo e gás, em segundo lugar. Essa situação já era esperada na época, devido ao grande sucesso que todos os produtos da Maçã alcançaram.

No entanto, esses papéis se inverteram na semana passada. Depois de algumas variações no valor total de mercado das duas empresas, a Apple acabou sendo avaliada em US$ 412,7 bilhões e a Exxon Mobil em US$ 417,2 bilhões, o que devolveu a coroa para a gigante do petróleo.

E Tim Cook não deixou barato...

Apesar de não ser uma queda tão grande, o caso pode ter afetado os funcionários da Apple de alguma maneira. Para não deixar que isso continue acontecendo e para manter a moral da Maçã no alto, Tim Cook fez algumas afirmações um tanto quanto polêmicas em uma conferência interna, realizada em Cupertino.

O empresário afirmou que a Apple é uma das empresas que reportam o bom uso de óleo para as autoridades responsáveis, coisa que muita empresa não faz — e isso foi uma referência clara à Exxon Mobil. Cook também alegou que ele não gostaria de trabalhar em outra companhia que não fosse a da Maçã.

Além disso, o CEO mostrou que a empresa tem novos planos para bonificar os funcionários das Apple Stores, o que inclui descontos na compra de iMacs e iPhones, entre outras coisas.

O Android também entrou na roda

Aproveitando a situação, Tim Cook também falou sobre o sistema da Google, o Android. Segundo ele, esse software é feito somente para conseguir uma grande fatia de mercado e que isso resultou em muita fragmentação. Além disso, o empresário afirmou que a divisão de handset da sua companhia teve tanto sucesso que ela pode ser separada de todo o resto, com potencial para crescer mais do que a Microsoft.

Cupons de desconto TecMundo: