Logo AppleSegundo a MSNBC, um grupo de aproximadamente 27 mil pessoas iniciou, na Coreia, um processo contra a Apple por violação de privacidade. Isso ocorreu porque o aparelho captura informações sobre a localização dos usuários (por meio do GPS) sem qualquer autorização prévia. A indenização pedida pelos proprietários dos dispositivos é de 26 milhões de dólares.

A primeira audiência do caso está com previsão para ocorrer até novembro deste ano. Já existe certo histórico desse tipo de problema com relação ao iPhone. Ainda em abril, os pesquisadores da área de segurança Pete Warden e Alasdair Allan revelaram que o aparelho acumulava uma quantidade muito grande de coordenadas do GPS (ou seja, dados de localização) em seu cache.

Ainda foi constatado que mesmo com o recurso de localização desligado, o aparelho era capaz de coletar essas informações de posicionamento. Uma vez que o usuário sincronizasse o iPhone com o computador, o iTunes extraía esses dados. O que significa que, qualquer um que possua acesso ao dispositivo pode saber todo o itinerário percorrido pelo seu dono.

Esse caso gerou uma investigação e processo individuais contra a Apple por violação de privacidade. Em junho, a Apple já fora condenada a pagar aproximadamente R$ 1.500,00 a um advogado coreano por um processo referente à coleta ilegal de dados.

Cupons de desconto TecMundo: