A Apple está se esforçando cada vez mais para se estabelecer como a empresa de tecnologia mais ecológica, e agora o projeto de um novo data center da companhia da região dinamarquesa de Jutland vem para reforçar essa imagem. O primeiro ponto de destaque vem de fato de que parte da energia utilizada para alimentar a instalação será obtida a partir de dejetos reciclados de fazendas locais. O segundo é que o calor gerado vai aquecer casas da região.

Para tornar essa ideia uma realidade, a Maçã está trabalhando em conjunto com a Aarhus University para criar um sistema que processa detritos vindos da agricultura para gerar metano, que servirá como combustível para energizar o data center. Como parte desse processo, um adubo rico em nutrientes será gerado como subproduto que a Apple enviará de volta para os fazendeiros.

O novo data center vai beneficiar tanto a Apple quanto os moradores e fazendeiros locais

Além disso, até mesmo o excesso de calor gerado pelas máquinas do data center não será desperdiçado. A companhia de Cupertino pretende coletar o calor gerado e canalizá-lo para o sistema de aquecimento local, ajudando a manter as casas da região aquecidas com uma energia que normalmente acabaria desperdiçada.

Tem mais

Somando-se à instalação da Dinamarca, a Maçã também vai construir um data center em Athenry, na Irlanda, que será alimentado por energia gerada pelas ondas do oceano – solução desenvolvida em parceria com a Sustainable Energy Authority of Ireland. Ambas as construções estão previstas para entrar em operação ainda neste ano e vão custar, juntas, US$ 1,8 bilhão.

***

E se o TecMundo fizesse eventos presenciais para discutir os temas mais interessantes relacionados a tecnologia? Cadastre-se no TecSpot e saiba tudo em primeira mão!

Cupons de desconto TecMundo: