A Apple finalmente trouxe aos iPhones uma capacidade que, há anos no mercado, fazia falta no celular: a certificação padrão IP67, indicando que os iPhone 7 e iPhone 7 Plus são à prova d'água e poeira. De acordo com o IP67, o usuário pode mergulhar o novo smartphone da Apple até 1 metro de profundidade por 30 minutos. Bacana, não? Bem, talvez não seja interessante testar isso.

Isso porque o programa de garantia da Apple não cobre qualquer problema relacionado à "dano por líquido" no iPhone.

A Apple não está sozinha nessa decisão, a Samsung também não oferece garantia

No site oficial do smartphone, a Apple comenta o seguinte: "O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus são resistentes à água, respingos e poeira e foram testados em condições controladas em laboratório, classificados como IP67 segundo a norma IEC 60529. A resistência à água, respingos e poeira não é uma condição permanente e pode diminuir com o tempo. Não tente recarregar um iPhone molhado. Veja instruções no guia do usuário para limpeza e secagem. Danos decorrentes de contato com líquidos não estão incluídos na garantia".

É uma coisa interessante neste ponto: o iPhone 6s, por meio de vários testes que podem ser encontrados no YouTube, suporta um bom tempo embaixo da água. Ao indicar que a garantia do iPhone 7 não cobre os danos provenientes da submersão, parece que a Apple não assumi uma posição de peso sobre a resistência — deixando até a entender que a certificação IP67 é apenas uma "classificação", e não algo que o usuário possa realmente depender.

Justiça seja feita, a Apple não está sozinha nessa decisão. A Samsung também não oferece garantia para problemas como este no Galaxy S7 e S7 edge nos EUA, mas por aqui no Brasil, ao que tudo indica, oferece — uma das únicas que oferece a garantia global é a Sony.

Apple não cobre problemas por líquidos