Citando fontes anônimas ligadas a uma das grandes gravadoras que estão fornecendo seus conteúdos para o serviço de streaming da Maçã, o site HITS Daily Double afirmou que o Apple Music já superou a marca de 10 milhões de assinantes em menos de um mês. Embora essa quantidade de pessoas possa parecer muito grande, a grande base instalada de usuários de iPhones, iPads e iPods touch torna o feito algo possível.

É muito difícil confirmar a veracidade do número, já que as empresas que assinaram com a gigante de Cupertino estão atadas por cláusulas de confidencialidade e não podem revelar detalhes. No entanto, estimativas do começo de julho indicavam que a adoção do iOS 8.4 pelos usuários dos aparelhos da Maçã chegou a 40% dos dispositivos compatíveis em apenas uma semana – e o Apple Music vem junto com essa versão do sistema operacional.

Dando ainda mais força para os boatos, o CEO da Apple, Tim Cook, afirmou recentemente que “milhões e milhões” de pessoas já haviam assinado o período de testes de três meses do serviço de streaming musical. Caso todos os usuários atuais passem para um dos planos pagos após o término do trial, a Maçã poderá chegar a números comparáveis aos do Spotify, que atualmente conta com 20 milhões de assinantes pagantes.

Encarando a concorrência

Ainda assim, a empresa de Cupertino ainda tem um longo caminho a percorrer caso queria chegar perto dos 79,4 milhões de usuários ativos do Pandora ou dos 75 milhões do Spotify. Enquanto ambos os rivais contam com opções de uso gratuito, o Apple Music é completamente baseado no pagamento de assinaturas. Enquanto isso, os rumores indicam que o objetivo final da Maçã é chegar aos 100 milhões de clientes pagantes, uma meta no mínimo ambiciosa.

O Apple Music vai conseguir encarar rivais como Spotify e Pandora mesmo sem ter uma opção gratuita? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: