Quando o Apple Music foi anunciado, a Apple pensava que conseguiria pagar aos artistas apenas quando os usuários começassem a assinar o serviço. Ou seja, durante os três meses que formam o período grátis de avaliação, a empresa de Cupertino não teria que repassar nenhum valor às gravadoras ou artistas que detêm os direitos autorais de cada canção.

Mas alguns artistas — liderados pela cantora Taylor Swift — criaram uma campanha para fazer com que isso não fosse possível. O grupo conseguiu vencer e obrigou a Apple a pagar aos artistas, mesmo com a fase gratuita. Mas naquele momento ainda havia a questão: quanto a Apple vai desembolsar para manter os artistas durante esse período?

A resposta surgiu hoje. De acordo com a imprensa norte-americana, cada reprodução irá gerar 0,2 centavos para cada streaming de músicas para os artistas. Pode parecer pouco, mas em amplos volumes de reprodução isso pode gerar uma quantia bem interessante para a indústria fonográfica. Lembrando que isso é válido para o período de avaliação, sendo que o valor pode ser modificado na fase paga do serviço.

Cupons de desconto TecMundo: