Pensando em comprar um Android e não faz ideia de qual modelo escolher? Fique tranquilo, o Tecmundo vai ajudar você nesta tarefa. Separamos algumas dicas básicas para você saber por onde começar e não se arrepender na compra de um novo celular.

O que você busca em um smartphone?

Antes de pensar em comprar um Android, você precisa pensar nas atividades que você deseja realizar. Para definir o tipo de aparelho, basta responder a algumas perguntas básicas:

  • Você pretende jogar?
  • Utilizar o aparelho para fazer anotações?
  • Gosta de desenhar?
  • Navegar na web é suficiente?

(Fonte da imagem: Reprodução/Android)

Essas questões básicas servem para determinar seu perfil. De nada adianta adquirir o produto mais caro do mercado e usar apenas para enviar mensagens de texto. Da mesma forma, não funciona adquirir um produto à prova d’água que não tenha bom desempenho em games. Bom, para usar como exemplo, vamos supor que você pretende jogar.

Estipule uma faixa de preços

abemos o seu perfil, é hora de avaliar qual smartphone “cabe no seu bolso”. Considerando que é possível encontrar Androids de 300 a  2.000 reais, você não deve ter dificuldade ao selecionar diversos modelos para jogos. Em nosso exemplo, vamos pensar em um smartphone com preços entre 1.200 e 1.500 reais.

Qual o tamanho de tela ideal?

A resposta para essa pergunta depende muito do seu gosto. A tela do Galaxy Note pode ser a maior, mas isso não significa que ela é perfeita. É importante definir esse quesito, pois a partir dele você poderá começar sua pesquisa de mercado.

Caso você não faça ideia de qual display é ideal, vale visitar uma loja e avaliar alguns dispositivos — sem dar importância ao preço, pois ainda estamos pensando no tamanho da tela. Digamos que você prefere um aparelho com tela de 4 polegadas. Então, agora vamos partir para as especificações do produto.

Hardware: tudo depende da sua necessidade

Sabendo o tamanho de tela e preço, você já pode pensar nos recursos que são necessários no seu smartphone. É nesse momento que a consulta em sites especializados (como o GSM Arena), a leitura de análises (algumas disponíveis no Tecmundo) e a visualização de inúmeros vídeos são atividades importantes.

(Fonte da imagem: Divulgação/Qualcomm)

Primeiramente, é preciso pensar num dispositivo que atenda ao seu perfil. Como definimos que pretendemos adquirir um aparelho para jogos, então, um smartphone com processador e chip gráfico potentes é o mais recomendado.

Muitas vezes surgem dúvidas quanto à capacidade do smartphone, pois existem modelos com CPU dual-core e outros com chip de um núcleo. Vale buscar sites que tenham analisado os produtos selecionados ou vídeos que mostrem alguns jogos em execução.

Claro, também é importante avaliar o espaço de armazenamento interno, se existe entrada para cartão SD e a memória RAM. Enfim, todas as configurações que sejam básicas e definam o desempenho básico do smartphone precisam ser verificadas nesta etapa.

Caso seu perfil não seja de jogos, vale consultar páginas da web e averiguar se os modelos escolhidos desempenham bons resultados nas atividades pretendidas. Por exemplo, se você quer um Android para navegar, não adianta comprar um com suporte para dois chips, mas que não ofereça conexão 3G.

Recursos e sistema operacional

Muito bem, agora que você filtrou as buscas e tem ideia de alguns dispositivos interessantes, é hora de pensar nas demais configurações do aparelho. Neste momento, você deve avaliar as câmeras, o design, o som, a conectividade Bluetooth, os acessórios, teclado, sensores e outras funcionalidades.