No atulhado cenário da navegação e jogatina portátil atual, pode-se dizer que a empreitada do Google continua de vento em popa. O que começou com uma modificação de potencial duvidoso do Linux para celulares ganha hoje, em sua mais recente atualização (Ice Cream Sandwich), reconhecimento facial, monitoramento de dados online, busca offline de emails e várias outras funcionalidades.

Entretanto, com o ganho relativamente rápido de novas versões do Android, é possível que uma funcionalidade já um tanto antiga — embora nem por isso menos prática — tenha passado batido para boa parte dos usuários do sistema operacional. Trata-se do conjunto de ferramentas “Voice Actions”, algo perfeitamente de acordo com a prerrogativa imaginada pelo fundador da Android Inc., Andy Rubin: “Aparelhos móveis que se preocupem com a localidade e com as preferências do seu dono”.

Basicamente, trata-se da possibilidade de interação com o seu aparelho unicamente por meio de comandos de voz. “Mas eu tenho conhecimentos avançados, programo jogos e conheço mesmo as funções mais obscuras do meu celular!”. Provavelmente este tutorial seja menos indicado para usuários “profissionais” do sistema do que para quem, talvez, tenha acabado de gastar uma boa soma em um lustroso aparelho movido a Android e gostaria de conhecer um pouco mais sobre o seu potencial.

Entretanto, em primeiro lugar, vale a pergunta: qual é a sua versão do Android?

“Pesquisas por voz” ou “Voice Actions”?

Pode-se dizer que alguns usuários do Android têm se equivocado ligeiramente na utilização de dois termos: “Pesquisa por voz” e “Voice Actions”. Enquanto o último representa um conjunto de funcionalidades específicas que podem ser ativadas por voz, as “pesquisas por voz” servem unicamente para fazer buscas no Google através da sua fala.

(Fonte da imagem: Google)

De fato, o reconhecimento do sistema operacional de termos em português ainda se limita às pesquisas online. Mas vale dizer: ele até faz um bom trabalho — mesmo em termos complicados, longos e atípicos — e também para aqueles casos de vozes menos, digamos, “melodiosas”.

Entretanto, caso queira enviar emails, mensagens, acessar mapas, fazer notas etc., o melhor mesmo é manter a versão em inglês — que serve até mesmo para atualizar o seu status no Facebook. É claro que, nesse caso, você não poderá pesquisar “Restaurantes em Florianópolis”, “Guitarras baratas” ou “Anticonstitucionalissimamente” — sim, o Android reconhece essa monstruosidade.

Pesquisas em português

Utilizar o sistema de buscas por voz do Android é realmente bastante simples. Basta selecionar o menu “Aplicativos” no seu aparelho e, em seguida, “Pesquisa por Voz”. Entretanto, a funcionalidade também é disponibilizada em qualquer site que contenha uma barra de buscas — o Google Play, por exemplo, oferecendo uma alternativa rápida para a pesquisa de jogos e aplicativos. A única restrição são os campos para digitar senhas.

O acesso à pesquisa por voz é provavelmente um daqueles recursos com os quais você já cruzou pela interface do seu celular, embora nunca tenha dado muita atenção. Trata-se do singelo microfone que é exibido ao lado das barras de busca. Basta tocar sobre o ícone e esperar pelo “Fale agora” que será exibido na tela.

Mas também é possível acessar a busca por voz de outras formas. Por exemplo, tocando no ícone do microfone presente no teclado virtual do seu celular. Além disso, sempre é possível abrir o programa diretamente na sua lista de aplicativos.

Colocando o dispositivo para funcionar

Embora a busca por voz possa se equivocar algumas vezes, quase sempre ela faz um bom trabalho. Palavras simples, compostas, frases... Até endereços são compreendidos com razoável precisão. Faça um teste de fogo: espere o microfone aparecer, e diga “Anticonstitucionalissimamente” ou então “Baixaki ponto com ponto bê erre” (Baixaki.com.br).

Embora não inclua uma pesquisa específica por mapas (algo presente apenas na versão em inglês), dizer claramente, por exemplo, “mapa de Curitiba” colocará o Google Maps já nos primeiros resultados — em uma espécie de solução tabajara, digamos. Ademais, no caso das buscas por aplicativos dentro do Google Play, o app também não faz feio, normalmente encontrando, se não o que se tinha em mente, algo bem semelhante.

Enfim, apesar de ser uma adição um tanto singela na versão em português do Android, é provável que as buscas por voz agilizem razoavelmente a utilização do seu celular. É verdade que algumas pesquisas históricas indicam que a utilização de comandos por voz jamais chamou muita atenção em celulares. Bem... Mas os celulares antigos não tinham o Android, certo? Enfim.

Para mais tutoriais e dicas para aproveitar bem os seus gadgets, fique ligado no Baixaki.

Cupons de desconto TecMundo: