(Fonte da imagem: Reprodução/Papermill)

No texto que publicou fazendo uma análise de desempenho do Papermill, cliente de Instapaper para Android, o desenvolvedor Ryan Bateman fez um desabafo. Ele afirmou que usuários médios do sistema portátil da Google estão menos dispostos a pagar por um aplicativo de qualidade, preferindo opções mais simples, porém gratuitas.

A aposta de Bateman vai além: ele afirma ainda que o usuário médio do iOS, o SO da Apple para iPad e iPhone, tem maior disposição para pagar por algum app, caso esta seja uma opção mais qualificada. As opiniões do criador do Papermill vêm à tona depois de algumas semanas do aplicativo disponível para venda na loja oficial da Google.

Desde 30 de março, o cliente de Instapaper vendeu pouco mais de 400 unidades, cada uma custando US$ 3,99, sendo que 79 operações de venda foram canceladas ou reembolsadas. Além disso, cinco unidades foram negociadas pela loja de aplicativos da Amazon. De acordo com as contas de Bateman, o tempo gasto no desenvolvimento do Papermill seria o equivalente a US$ 30 mil.

Ao que tudo indica, o foco principal do programa são pessoas que usam o Android Ice Cream Sandwich, pois 40% das vendas do Papermill foram para aparelhos com esta versão do sistema. A conclusão final de Bateman é que o alvo de seu aplicativo é um grupo bem restrito de pessoas, que valorizam a qualidade e a beleza de um app acima de tudo.

Cupons de desconto TecMundo: