(Fonte da imagem: Reprodução/AMD)

A AMD anunciou planos de reforçar sua presença na América Latina, denominando o território como uma de suas “megarregiões”. O conceito indica os mercados-chave para a fabricante, onde ela conta com gerenciamento localizado, prioridades específicas e atuações exclusivas.

Os bons resultados obtidos nos países da América Latina motivaram o desmembramento de uma megarregião em duas. Antes, o continente americano era tratado de forma geral pela AMD e, agora, países das regiões centrais e sul do território passam a ter executivos dedicados e se tornam um dos principais focos da empresa para os próximos anos.

As operações da AMD estão divididas em cinco megarregiões: América do Norte, América Latina, China, Ásia e EMEA, que une Europa, Oriente Médio e África.

E por aqui?

O Brasil, mais especificamente, apresentou crescimento de 35% de faturamento nos últimos 12 meses, tornando-se um dos principais países para a AMD. A expectativa da empresa é chegar a 30% de participação nesse mercado, contra 18,9% obtidos no final de 2011. Isso exige uma atenção especial por parte da empresa, que quer aumentar os investimentos em marketing e redes sociais.

De acordo com Ronaldo Miranda, que assume como vice-presidente da megarregião América Latina, o objetivo é mudar a postura discreta da AMD no que toca às propagandas. Agora, a intenção é se aproximar cada vez mais dos consumidores, oferecendo e exibindo as novas placas e processadores da marca.

Cupons de desconto TecMundo: