Você pensa que a televisão de alta definição possui uma tecnologia de ponta? Para o presente momento ela até pode ter ótima qualidade, mas num futuro não muito distante a HDTV ficará obsoleta. Abaixo mostraremos a nova televisão que chegará para acabar com a HDTV, ou não, confira.

Uma introdução ao SHV

O Super Hi-Vision(SHV) — também conhecido como UHD (Ultra High Definition) —, ainda é uma tecnologia em desenvolvimento, que começou a ser elaborada em 2002. A nova tecnologia para televisores de alta definição está sendo desenvolvida pela NHK Science & Technical Research Laboratories em parceria com a BBC (talvez a maior emissora do mundo) e a RAI (um dos canais mais assistidos na Itália).

NHK - Desenvolvedora da tecnologia SHV

Até quanto se sabe, o ministério de relações internacionais do Japão está estabelecendo uma relação pública-privada com a NHK, para que o desenvolvimento do projeto seja mais rápido. Foi após um pré-acordo entre eles que foi divulgada a data que o governo japonês pretende introduzir a nova tecnologia, 2015.

Resolução

Muita gente se impressiona com a “alta resolução” da HDTV, mas isso é porque ninguém costuma ver vídeos e imagens com resolução maior. Os incríveis 1920x1080 pixels das atuais televisões serão aposentados no futuro, dando lugar a resolução de 7680 × 4320 pixels! Isso mesmo, esses números exorbitantes (que correspondem a 33 MegaPixels) estarão presentes em transmissões de televisão, contudo, no início é bem provável que a tecnologia seja desenvolvida para cinemas.

Ainda não há muitos detalhes quanto à resolução e a taxa de quadros que será utilizada, contudo, muitas características da tecnologia já foram reveladas. Antes de comentar sobre outros aspectos da SHV, queremos compartilhar com você uma imagem que o Baixaki elaborou, a qual exibe uma imagem de alta qualidade na resolução de 7680 x 4320 pixels. Você pode fazer o download da imagem clicando na figura abaixo. O arquivo possui aproximadamente 17 MB!

Alta Resolução VS Ultra Alta Resolução

Os números você já viu, a imagem demonstrativa da UHD (Super HiVision) também, mas o que isso representa realmente? Uma comparação bem fácil é a seguinte: para reproduzir uma imagem da SHV seria necessário 16 televisores com suporte a resolução Full HD das atuais HDTVs, independente do tamanho. Abaixo você confere uma imagem que mostra a relação de tamanho entre as duas resoluções.

Áudio

Não se sabe bem ao certo como a empresa que está desenvolvendo o SHV irá implementar a tecnologia de áudio que desejam. Segundo as especificações, a tecnologia inovará com um sistema de 22.2 canais (ou seja, 24 caixas acústicas), sendo 9 canais distribuídos acima do nível do espectador, 10 canais na linha do espectador, 3 canais na parte inferior e 2 subwoofers.

Salienta-se que o SHV trabalha de forma separada o áudio e o vídeo. Ainda que não divulgado como funciona exatamente o sistema de separação, no site oficial é mostrado um Mixer de Som, aparelho de áudio que recebe o áudio e entrega para as caixas acústicas, aparelho este desenvolvido especialmente para o sistema do SHV. O Baixaki elaborou uma imagem mostrando como será o sistema de som, confira abaixo.

1) Acima da tela temos 3 caixas acústicas de tamanho médio, que reproduzem barulhos vindos do alto.

2) No teto da sala há uma caixa voltada a reproduzir barulhos que fiquem acima do espectador. Na mesma linha desta caixa há duas caixas pequenas laterais para completar o som ambiente.

3) Ainda na parte superior, 3 caixas traseiras reproduzem o som superior ao espectador.

4) As caixas da imagem não ficam na frente da tela, e sim atrás, elas reproduzem boa parte dos sons. Estas 5 caixas equivalem aos canais frontais e central dos Home Theaters atuais.

5) Ao redor do expectador há cinco caixas que reproduzem o som lateral e traseiro.

6) Para finalizar o sistema de som, temos 3 caixas pequenas abaixo da tela. O sistema de som fica completo com 2 Subwoofers que se intercalam com estas caixas acústicas.

Tamanho dos arquivos

Evidentemente, o SHV trabalhará com um sistema todo digital, fator que requisitará um novo tipo de mídia. Segundo informações do site oficial da NHK, o sistema de Blu-Ray ou até mesmo o HVD (Holographic Versatile Disc) não poderão sustentar a reprodução para o sistema Super HiVision. O site oficial indica que 18 minutos de vídeo requisitam 3.5TB (TeraBytes) em disco, ou seja, mesmo que o HVD já fosse uma realidade, não seria possível armazenar mais do que 20 minutos de vídeo. Abaixo você confere uma tabela mostrando quanto de espaço seria necessário para armazenar um filme de duas horas.

Descrição

1 TB = Tamanho de um disco rígido comum.

3,5 TB = Tamanho teórico de uma mídia HVD.

12 TB = Necessário 4 mídias HVD para comportar 60 minutos de vídeo.

24 TB = 8 mídias HVD seriam precisas para gravar um filme de duas horas.

Gravando

A NHK não explicou com clareza como funcionarão as câmeras que captarão tantas cores, imagens e detalhes, contudo, já há imagens das câmeras que a empresa lançou para fazer os vídeos de demonstração. Uma das câmeras foi lançada em 2002 e a outra em 2004, mas não há muitas informações a respeito delas. No site oficial há imagens das câmeras, mostrando que uma é utilizada para filmagens comuns e outra para cenas com zoom. Um detalhe irrelevante mais curioso, é o peso das câmeras, uma pesa 40kg e a outra 80kg.

 

 

Outra característica que impressiona quanto às gravações é o trabalho minucioso que é necessário para capturar o áudio. Obviamente, não basta gravar o áudio na câmera, pois ela faria um trabalho muito mal feito para distribuir os sons em 22 canais. Portanto, a necessidade de microfones espalhados nas posições corretas pelo cenário torna a experiência de gravação um pouco complicada, mas compensadora.

Tela ou projeção?

Parece que a Super HiVision não irá abalar muito o a HDTV, porque a NHK está criando um sistema que precisará de projetores para reproduzir as imagens. Na primeira demonstração da tecnologia, a NHK utilizou uma tela de 600” (polegadas), portanto, parece que a nova tecnologia não será desenvolvida para uso doméstico — a princípio!

Certamente vai demorar para você encontrar uma TV com suporte a tecnologia SHV

A reprodução de vídeos é efetuada através de dois projetores, sendo que um reproduz as cores Azul e Vermelha, e o outro reproduz os tons de verde, separados em Verde 1 e Verde 2. Ambos os projetores possuem fluxo de luminosidade de 8.000 lumens (um dos maiores valores já vistos, senão o maior) com sensores de 33 megapixels.

Investidores também não faltam, a NHK está fazendo diversas parcerias para que a tecnologia não morra logo no começo. Ainda no ano passado, a JVC mostrou um projetor que será capaz de atuar com a tecnologia Super HiVision (a resolução do projetor excede o que a SHV trará, ele alcança 8, 192 × 4, 320 pixels), e o melhor, ao que tudo indica, esse projetor da JVC conseguirá reproduzir o que atualmente dois projetores fazem, ou seja, ele conseguirá reproduzir os tons de verde através de uma única lente.

JVC está desenvolvendo um projetor para utilizar o SHV

Será que essa tecnologia realmente vai substituir a HDTV?

Ela tende a ser um sucesso por suas características impressionantes, contudo, a princípio não há como afirmar que ela substituirá a HDTV. Há vários motivos para crer nisso, por exemplo: por se tratar de uma tecnologia que utiliza projetor, não há muitos consumidores com tanto dinheiro para investir. Segundo motivo: a tela de 300” (polegadas), tamanho utilizado numa das demonstrações da SHV, não é muito atraente para a maioria dos casos, fator que deve impulsionar o SHV a aportar nos cinemas primeiramente.

Apesar disso, acredita-se que com o passar de uns dez ou quinze anos, a SHV pode chegar às residências. A tendência é essa, pois foi assim que aconteceu com a HDTV. A resolução da HDTV não foi elaborada para utilização doméstica, contudo, com o passar do tempo, as fabricantes de televisores desenvolveram novas tecnologias, o que permitiu a HDTV tornar-se realidade.

Assim também deve acontecer com a SHV, as telas de LCD, Plasma e LED talvez não sejam as tecnologias que suportarão a Super HiVision, contudo, uma nova tecnologia pode surgir no mercado, a qual talvez suporte a resolução e as características da SHV.

Claro que o padrão da Super HiVision não consiste apenas na imagem, mas também na sonoridade, outro motivo para duvidar da chegada tão breve do novo padrão nos lares de cidadãos comuns. O sistema de 22.2 canais é realmente surpreendente, até um exagero, e com certeza é uma das razões de dúvidas quanto à superação da HDTV em pouco tempo. Já não é nada comum encontrar pessoas com um sistema de Home Theater de 5.1 canais. Aparelhos com suporte a 7.1 são ainda mais raros, então pensar num sistema de 22.2 canais é um sonho bem remoto.

Você está preparado para a Super HiVision?

Evidentemente, a Ultra High Definition deve permanecer em fase de testes por um bom tempo, sendo que a versão final ainda está longe, e dificilmente será liberada ao mercado no ano de 2015. Vale frisar também que muitos dos detalhes da Super HiVision podem ser alterados com o tempo, por exemplo, até o lançamento pode ser que já haja meios de introduzir a qualidade da tecnologia em televisores comuns. Especulações a parte, o que realmente importa é que tudo deve evoluir, mas claro que existe uma demora. Você pretende investir numa futura televisão com suporte a Ultra Alta Definição? Crê que está tecnologia pode ter futuro? Opine, queremos sua participação no site.