O WorldWide Telescope é um dos programas mais completos para visualizar o céu de uma forma diferente e sem precisar sair de casa. Justamente por possuir muitas opções, alguns usuários podem ficar perdidos e não saber como usufruir de todas as ferramentas do aplicativo.

Justamente por isso, o Baixaki preparou um guia de utilização deste excelente programa, mostrando todas as ferramentas que você pode acessar e tirar o maior proveito do aplicativo. Mas chega de papo furado, vamos ao que realmente interessa!

A primeira impressão

Normalmente quando uma pessoa abre o WorldWide Telescope, a expressão pronunciada por ela é, num primeiro momento: ”UAU! \o/”. Mas junto vem a pergunta: “Tá, e... agora?!”. Realmente, a primeira vista o programa não parece ser dos mais simples, mas nem sempre a primeira impressão é a que fica.

A primeira parte importante do programa é a barra de tarefas, na qual se encontram todas as ferramentas, configurações e qualquer outra opção do programa. Qualquer ferramenta que queira utilizar, é nesta barra de tarefas que você irá encontrar.

A segunda parte, é a tela na qual o céu e todas as suas características são exibidos. A terceira e última parte do aplicativo exibe os principais objetos que podem ser encontrados nas regiões próximas de onde você está navegando.

As três principais partes do programa

 

BARRA DE TAREFAS E SUAS OPÇÕES

O aplicativo da Microsoft traz uma barra de tarefas de fácil acesso e super completa. Através desta é possível alterar qualquer configuração do programa e acessar qualquer objeto celeste.

Explore

A opção Explore, como o próprio nome sugere, permite que você explore os diferentes catálogos de imagens do programa.

Por exemplo, clicando na opção Earth, é possível visualizar o planeta Terra e toda a sua geografia. Mas se você quiser ver as naves Apollo, que levaram o homem até a Lua, basta acessar a opção Panoramas.

Fotos panorâmicas das naves Apollo

Além das opções citadas, há ainda a possibilidade de acessar os objetos do catálogo Messier, as constelações, fotos tiradas por astrônomos (astrofotografias), todos os planetas do sistema solar e suas respectivas luas, etc.

Guided Tour

Esta opção do WorldWide Telescope leva o usuário em viagens fantásticas pelo Universo, guiado por especialistas no ramo, que narram histórias e acontecimentos como, por exemplo, o surgimento das galáxias encontradas na constelação de Virgem, a criação de aglomerados e nebulosas, além de uma verdadeira aula sobre os planetas e o nosso sistema solar.

Para ter acesso a todas estas “viagens” é preciso aguardar o download dos pacotes com áudio e vídeo. A velocidade com a qual os vídeos serão baixados depende exclusivamente da sua velocidade de conexão com a Internet.

Search

Utilize a ferramenta de busca para não se perderSe você estiver meio perdido, utilizar a ferramenta de busca pode ser uma boa saída. Acessando o botão Search, poderá digitar o nome de qualquer objeto do Universo que WorldWide Telescope irá retornar o maior número de resultados possíveis.

Em seguida é só clicar sobre um dos resultados e deixar que o programa leve você até a localização do objeto.

Telescope

Para aqueles os usuários em que a brincadeira é um pouco séria e já possuem um telescópio, o aplicativo possui uma ferramenta muito interessante, a qual permite que você conecte o programa ao seu telescópio (desde que o instrumento possua tal recurso) e encontre os objetos através das coordenadas. Basta acessar a opção Telescope.

Conecte seu telesópio ao computador

Community

Qual é a graça de explorar o Universo sozinho, sem ter para quem contar suas descobertas? Nenhuma! Por isso o WorldWide Telescope possui três comunidades para você trocar ideias com outros exploradores e, de quebra, ficar sabendo um pouco mais sobre o espaço. As comunidades são: Meade 4M Community, Astronomy magazine e Sky & Telescope.

É só acessar a opção Community e aguardar até que o site abra em seu navegador. Aí basta escolher a comunidade da qual deseja fazer parte e aproveitar!

View

Em cada canto do mundo, o céu é visto de uma forma diferente. Assim, uma pessoa de Brasília possui uma visão das constelações diferente de uma pessoa de Curitiba, por exemplo, mesmo que ambas olhem para o céu no mesmo horário.

Encontre sua cidade!Por isso é muito importante ajustar o programa para que ele exiba o céu exatamente da forma como você enxerga em seu estado.

Acessando a opção View do programa é possível alterar esta e muitas outras opções de visualização.

Em “Observing Location”, clique no botão Setup e procure na lista mostrada pela cidade em que se encontra.

Controle o tempoCaso não encontre, você pode ainda entrar com as coordenadas exatas do local de observação e adicionar à lista.

Ainda na opção View, você tem o poder de avançar ou retroceder no tempo, utilizando a ferramenta “Observing Time”. É muito fácil de usar, e você pode voltar ao tempo real a hora que desejar.

Settings

Esta última opção da barra de tarefas possui diversas configurações como, por exemplo, velocidade do zoom, qualidade das imagens, além de opções para esconder as barras de tarefas do programa ou torná-las transparentes.

Altere as opções que desejar

Controles do programa

Os controles do WorldWide Telescope se concentram principalmente no mouse. Para aumentar e diminuir o zoom, basta utilizar o botão de scroll. Para “caminhar” pelo céu ou em qualquer outra paisagem, é só pressionar o botão esquerdo do mouse e, com ele ainda pressionado, arrastar o cursor no sentido que desejar.

Além disso, você pode utilizar as setas direcionais do teclado para visualizar os planetas e suas luas em três dimensões.

Às vezes pode acontecer de você encontrar um objeto muito legal, mas não saber do que se trata. E agora, o que fazer? Clicando sobre o objeto com o botão direito do mouse, o WorldWide Telescope mostra diversas informações acerca do achado como: nome, classificação, local em que se encontra (constelação da qual faz parte), além de todas as coordenadas e magnitude (brilho) do objeto.

Apenas em fotos

Lembre-se que as fotos de aglomerados, galáxias, planetas e outros objetos mostradas pelo programa foram tiradas por profissionais e algumas pelo telescópio espacial Hubble. Por isso, não se iluda e pense que olhando por um telescópio simples, daqui a da Terra, você conseguirá ver os objetos da mesma maneira.

Não se iluda! Você não irá ver os objetos da mesma forma em um telescópio

No mais, é só se divertir e aproveitar a variedade de opções que o WorldWide Telescope traz para você! Aproveite para aprender mais sobre o Universo com os documentários disponíveis na aba Guided Tour, vale a pena!