Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]

Conferimos todos os recursos da nova versão do SO para trazer um veredito para você
  • Visualizações116.026 visualizações
Por Fabio Jordão em 18 de Outubro de 2013

Depois de tantas promessas, a versão final do Windows 8.1 chegou para os consumidores. O tão aguardado sistema vem para atender as principais requisições e oferecer mais facilidades.

Como você deve saber, o SO da Microsoft não é algo totalmente novo. Esta é uma atualização que vem para agregar funcionalidades ao Windows 8 e, de quebra, conquistar as pessoas que ainda não aceitaram as novas ideias da MS.

O Windows 8.1 investiu principalmente na melhoria do Menu Iniciar — trazendo inclusive o botão Iniciar de volta —, na adição de alguns apps e nas configurações do PC que são acessíveis através da interface moderna. Todas as alterações são bem-vindas, mas será que o sistema consegue inovar a ponto de atrair novos usuários?

Aprovado

A tela inicial está mais completa

O Menu Iniciar do Windows 8 foi um grande choque para muitas pessoas, mas a insatisfação de muitos não fez a Microsoft voltar atrás em sua decisão. O update para o 8.1 não trouxe um menu revolucionário, sendo que, essencialmente, ele continua intacto.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

As grandes diferenças consistem em três alterações: a inclusão do botão Iniciar, a adição de novos tamanhos de tiles e a disponibilização de uma lista com todos os aplicativos instalados.

Bom, o botão Iniciar é uma grata surpresa, mas, devemos ser sinceros, ele não ajuda em muita coisa. Basicamente, ele executa a mesma função da tecla Windows do seu teclado, ou seja, alterna entre o menu e o último app aberto. Talvez, a ideia de incluir o botão seja para ajudar os usuários na transição entre o Windows 7 e a nova versão do sistema.

Ao clicar com o botão direito do mouse no Iniciar (ou ao usar as teclas Windows e X), você abre um menu de contexto muito útil. Essa função já existia no Windows 8, mas a MS adicionou um recurso importantíssimo: o desligar. Agora, você não precisa mais sofrer para desligar o sistema.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

No Menu Iniciar, você pode manter o papel de parede da Área de trabalho como fundo da tela. Basta digitar na pesquisa o seguinte: “Alternar a tela de fundo e as cores em Iniciar”. Selecionando o último item, você mantém o wallpaper atrás do menu.

Além disso, agora você pode trabalhar com tiles grandes, que permitem visualizar mais informações diretamente no menu. Esse tamanho de item é ideal para você ver a previsão do tempo e as últimas novidades da loja. As tiles pequenas permitem reunir vários itens em um mesmo local, garantindo um melhor ajuste dos seus apps.

Movimentando o mouse no Menu, você pode visualizar uma flecha na parte inferior da tela. Ao clicar neste item, podemos ver todos os apps que estão instalados organizados por nome, data de instalação, mais utilizados e categorias.

Reformulando apps

Apesar de ser uma atualização de sistema, a Microsoft investiu pesado nos apps. Alguns softwares exclusivos foram revitalizados, garantindo melhor usabilidade em telas touch e deixando estilo visual idêntico ao da interface moderna do sistema. É o caso da calculadora, do gravador de som, dos alarmes, do app de leitura, do scanner e de mais alguns.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

A galeria de fotos do Windows 8.1 não tem grandes diferenças na apresentação das imagens, mas há um novo recurso que pode vir a calhar em diversas situações: a edição rápida de imagens. Com esta novidade, você pode realizar ajustes (de brilho, contraste e outros) e aplicar filtros em suas fotografias.

Junto com o Windows 8.1, a Microsoft lançou alguns apps para substituir antigos softwares que eram muito utilizados. O Movie Moments é um editor de vídeo bem simples que vem para substituir o Movie Maker. Já o Fresh Paint toma o lugar do antigo Paint, mas oferece uma interface muito mais bonita e amigável. O novo programa para desenhar é funcional e bem interessante para a criançada que gosta de colorir.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Conforme anúncios prévios, o Internet Explorer 11 também foi melhorado. A interface foi renovada, tendo a barra de endereços em local diferente, favoritos personalizáveis e as miniaturas na página inicial atualizadas.

Agora, o IE pode gerenciar até 100 abas, abrir conteúdos que requisitem o uso de outros apps automaticamente em janelas laterais e ainda melhorar a experiência de leitura com a nova “tela de leitura”. Esse último recurso é perfeito para se livrar de anúncios e desfrutar de um bom texto, sendo que você pode escolher a cor de fundo e da fonte.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Quem trabalha com diversos apps simultaneamente pode aproveitar o novo sistema de divisão de tela. O Windows 8.1 permite dividir o espaço de forma inteligente para você não perder nenhuma informação. Um app pode ocupar 70% da tela e outro os 30% restantes. Basta arrastar a régua para que o sistema ajuste o tamanho da fonte e das imagens.

Outras pequenas melhorias

Na tela de bloqueio do sistema, você pode ter acesso direto à webcam (basta arrastar a tela para baixo) e a outros aplicativos. Tal novidade garante rapidez para o usuário que utiliza o Skype com frequência e não deseja desbloquear o Windows ou navegar até o app.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Diversas funcionalidades também foram adicionadas às configurações do PC (que é um painel de controle simplificado com interface moderna). É possível alterar as configurações do SkyDrive, a resolução da tela e outras sem ter que usar o velho estilo do Windows.

E, com uma configuração rápida (na Barra de tarefas), você pode logar e ir direto para o desktop. Tal função era muito requisitada pelos usuários que possuem PCs do tipo desktop e trabalham mais com apps na Área de trabalho.

Além disso, agora você pode fazer pesquisas em qualquer tela sem ter que voltar para o Menu Iniciar. Pressionando as teclas Windows e Q, o sistema abre a barra lateral de pesquisas e exibe um botão para você alterar o local em que a busca deve ser realizada.

O Bing é a chave do sistema

Apesar de todas essas novidades agregarem funcionalidades, nenhuma é tão útil quanto a integração do Bing ao sistema. Agora, os resultados de pesquisas oferecem sugestões de item do seu computador e de termos buscados na web. Isso quer dizer que você não precisa mais abrir o Internet Explorer ou app do Bing para fazer buscas.

A interface do Bing também está de cara nova. O sistema de busca da Microsoft segue o estilo visual do Windows, com tiles e itens bem organizados. Quando pesquisamos os termos “gears of war”, o Bing retorna uma prévia do que existe na Wikipédia (sugerindo até a instalação do app), uma screenshot do site oficial do game e as principais imagens disponíveis na web.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

O novo Bing está diretamente integrado com outros serviços da Microsoft. Ao visualizar os resultados para o termo “Tiesto”, o app mostra uma imagem do DJ, algumas informações básicas e as músicas que podem ser reproduzidas no Xbox Music.

Reprovado

A pressa é inimiga da perfeição

Todas as novidades do Windows 8.1 são muito bem-vindas, mas ele está longe de ser perfeito. Algumas novidades não estão preparadas para o usuário, como é o caso do Movie Moments (o editor de vídeos), que oferece poucas opções e parece um app mal feito para celulares.

Outro detalhe que mostra que o Windows 8.1 saiu antes do tempo foi a falta de adaptação de outros apps — como do Bloco de Notas, do Explorador de Arquivos, do Visualizador XPS e de outros tantos, mostrando que a Microsoft liberou o sistema antes de terminar seu serviço.

Um sistema indeciso

É justamente por conta desses apps que ainda não foram renovados e de outros tantos fatores que ficamos desapontados com o Windows 8.1. Trata-se de um sistema indeciso. Assim como o Windows 8, o novo Windows não se decide quanto ao público-alvo. O resultado é que temos algumas configurações na interface moderna e outras no antigo desktop.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]AmpliarSomente um ninja consegue encontrar algumas configurações (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Certas opções ficam muito escondidas e acaba não sendo muito intuitivo usar o sistema. Em aparelhos com tela sensível ao toque, a interface desktop atrapalha com ícones pequenos. Em computadores com teclado e mouse, a navegação no novo visual não é tão interessante.

Se o painel de controle completo estivesse disponível na interface moderna e apenas o essencial (aplicativos antigos e que ainda não contam com uma versão de layout moderna) forçasse o usuário a usar o desktop, quem sabe teríamos um sistema menos indeciso e mais coerente. Talvez, na próxima atualização, possamos encontrar essa unificação de funções.

Vale a pena

Em nossos testes, o Windows 8.1 apresentou bons resultados, desempenho exemplar e mostrou uma série de recursos que já esperávamos ter no Windows 8. Ele está muito rápido e, mesmo em um PC modesto, você pode aproveitar alta velocidade para alternar entre apps.

Quanto às novidades, ficamos satisfeitos com os novos recursos. Desde o botão Iniciar até a integração do Bing para as mais variadas pesquisas são adições que vêm para agregar recursos e convencer o consumidor de que este é um sistema mais funcional e moderno.

Dizer se vale a pena é muito relativo. A instalação do Windows 8.1 vale a pena para quem já possui o Windows 8 e pode instalar a nova versão gratuitamente. O procedimento é bem rápido e simples, sendo que você só tem a ganhar com esse update.

Análise: sistema operacional Windows 8.1 [vídeo]Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Para quem ainda está no Windows 7, vale a pena pensar um pouco antes de investir 410 reais no Windows 8.1 (ou mais de 600 reais na versão Pro). Recomendamos um teste com a versão de avaliação do Windows 8.1 Enterprise. É importante experimentar as novidades para ver se você se acostuma com a interface, se os recursos são úteis e se o sistema é compatível com o hardware do seu PC.

No geral, o Windows 8.1 é um sistema que ainda está em cima do muro, sem saber se deve atender aos gadgets sensíveis ao toque ou aos computadores comuns. Sinceramente, poder escolher uma única experiência seria mais interessante. Aguardemos pela nova versão para ver se a Microsoft tem algum plano genial.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!