Como está o Windows 8 para jogos?

Confira como o sistema se sai na hora de executar os games e quais são os aspectos que vêm comprometendo o desempenho.
  • Visualizações128.192 visualizações
Por Fabio Jordão em 18 de Novembro de 2012

Ainda antes do lançamento, muitos sites divulgaram notícias relatando a decepção de algumas desenvolvedoras com o desempenho do Windows 8 para jogos. De lá pra cá, o número de reclamações aumentou consideravelmente, principalmente por conta de problemas com a plataforma Games for Windows Live.

Como está o Windows 8 para jogos? (Fonte da imagem: Divulgação/ASUS)

Apesar de muitas pessoas reclamarem, outras tantas dizem não ter problemas com o sistema e relatam que a performance está superior em algumas situações. Aproveitamos todo esse burburinho para estudar o caso a fundo. Hoje, vamos mostrar que existem os dois lados da moeda, mas que talvez nem tudo seja tão ruim quanto alguns dizem.

A evolução pode ser problemática

O Windows 8 aproveitou grande bagagem das antigas versões, mas isso não quer dizer que, em termos de código, ele tenha muitas semelhanças. Para dar uma repaginada na história do sistema, a Microsoft optou por mexer severamente no núcleo do sistema.

Isso quer dizer que muitos recursos básicos receberam diversas alterações. Não estamos falando aqui da funcionalidade em si, mas do modo como o sistema executa cada ferramenta. A Microsoft modificou a base gráfica do Windows 8, inserindo efeitos e animações que usam o DirectX como plataforma de suporte.

Como está o Windows 8 para jogos? (Fonte da imagem: Reprodução/PC World)

Essa é a primeira característica do sistema que muitos apontam como um problema. Ainda que deixe o sistema mais elegante, tal recurso pode interferir no desempenho em jogos, pois o Windows precisa manter o foco em dois ambientes que usam a mesma tecnologia. O uso do DirectX na interface do sistema pode causar impacto negativos, mas ninguém consegue provar o quanto isso afeta o desempenho da máquina.

Falta de suporte apropriado

Apesar de existir uma grande quantidade de reclamações quanto ao sistema, muitos colocam a culpa do “baixo desempenho” (que ainda não foi comprovado por ninguém) nas costas da NVIDIA e da AMD. A alegação mais comum é de que os drivers não são aperfeiçoados para o novo sistema e por isso os jogos ainda estão melhores no Windows 7.

Como está o Windows 8 para jogos? (Fonte da imagem: Reprodução/NVIDIA)

De fato, nas versões de prévia do Windows 8, os drivers geravam diversos problemas e causavam grande impacto na performance durante a execução de games. Entretanto, de lá para cá, as duas fabricantes de GPU investiram pesado para polir seus softwares.

No site da AMD e da NVIDIA, há versões apropriadas dos drivers para o sistema. Alguns chips (como alguns para notebooks) ainda não são suportados, o que força o jogador a usar uma versão de software para Windows 7 para conseguir reproduzir os games. Nesse tipo de situação, a culpa é dos drivers, mas, no geral, essa é uma exceção que foge à regra.

Como está o Windows 8 para jogos?AmpliarNovos drivers AMD para Windows 8 (Fonte da imagem: Reprodução/AMD)

Na verdade, considerando que o Windows 8 acabou de sair do forno, é compreensível que exista uma série de problemas com drivers; entretanto, não encontramos testes que provem que o hardware não está se comunicando adequadamente com o software da Microsoft.

Forçando a barra

Se por um lado há poucos artigos comprovando problemas de performance do Windows 8, por outro existe uma legião de pessoas que diz estar sofrendo com a plataforma Games for Windows – LIVE. Com a história de lançar sua própria loja, a Microsoft acabou criando uma briga direta com os jogadores que amam o Steam.

O problema, na verdade, não é a loja existir, mas são os bugs que interferem na jogatina de quem usa o serviço da Valve. Muitas vezes, os jogos precisam usar a interface da Games for Windows – LIVE para realizar login e conseguir se conectar em partidas online. Isso já acontece no Windows 7, mas não há muitos erros. Já no Windows 8...

Como está o Windows 8 para jogos?Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

É até engraçado falar sobre o Games for Windows – LIVE, pois, apesar de ser um produto da Microsoft, ele não vem devidamente atualizado no sistema operacional. Em geral, muitas pessoas se deparam com uma mensagem de erro quando tentam usar os recursos dessa plataforma. Para poder contornar a situação, é preciso baixar a última versão do produto — que, por sinal, nem sempre funciona.

Diferenças mínimas

Para colocar tudo em pratos limpos, vamos ao que realmente importa. Vejamos como cada um se sai na hora de encarar os jogos e benchmarks. O site PC World realizou, no começo de outubro, uma análise profunda dos dois sistemas em diversas situações.

Moral da história? Na maioria dos quadros, o Windows 8 consegue ser melhor do que o Windows 7 em jogos. As diferenças, no entanto, são mínimas, e em alguns poucos jogos há um salto de frames. É importante frisar que em determinadas situações o Windows 7 demonstra ser mais rápido, portanto temos quase um empate técnico.

Como está o Windows 8 para jogos? (Fonte da imagem: Reprodução/PC World)

Agora, considerando a “superioridade” do Windows 8 em alguns casos, não há como dizer que você vai notar diferença de qualidade ou de velocidade. Mesmo em jogos como Total War: Shogun 2, em que o novo sistema é até 62% melhor, não há uma grande discrepância na hora da jogatina.

Exclusividade no DirectX

Respondendo a nossa principal pergunta, podemos dizer que o Windows 8 não está mal  planejado para jogos, mas isso não quer dizer que ele seja o sistema mais recomendado para games. Apesar de oferecer desempenho superior em muitos títulos, os problemas de compatibilidade, bugs e outros poréns podem atrapalhar jogadores que querem jogar e evitar as dores de cabeça.

Para a Microsoft, todavia, o Windows 8 é imbatível e todas as propagandas vão falar que ele é o melhor em tudo, afinal mais vendas geram mais lucro. Inclusive, para provar essa superioridade, a desenvolvedora já deixou claro que o DirectX 11.1 será disponibilizado apenas para o sistema mais recente, ou seja, quem quiser aproveitar as novidades terá de migrar.

Como está o Windows 8 para jogos? (Fonte da imagem: Reprodução/PC World)

De certa forma, não é uma má ideia mudar de sistema, mas talvez este não seja o momento apropriado. Pode ser interessante esperar os novos jogos e drivers para visualizarmos mais testes e ver se ele demonstrará poderio em games. Por ora, recomendamos o Windows 7 para games, e o Windows 8 para os curiosos.

Fonte: PC World, Gizmodo, Games Industry

Leitor colaborador: Jean ferreira da silva



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!