Windows 32 ou 64 bits, qual versão devo utilizar? [vídeo]

Entenda melhor quais são as diferenças entre as versões e em que máquinas cada uma se aplica.
  • Visualizações467.202 visualizações
Por Rodrigo Prada em 11 de Julho de 2011

Ao baixar um programa para seu Windows, quantas vezes você já reparou que existem versões distintas: 32 e 64 bits? A partir de então, o mínimo que você deve saber é a versão instalada  em sua máquina para não gerar conflitos no sistema.

Mas, ao adquirir um novo computador ou formatar o seu, como saber qual versão do Windows é mais adequada para cada caso e quais são as diferenças entre elas? É o que você aprende em mais uma dica do Baixaki.

O que muda?

Basicamente, a diferença entre as versões 32 e 64 bits do Windows é a capacidade de processamento que cada uma delas suporta. O Windows 64 é capaz de gerenciar quantidades grandes de memória RAM de maneira mais eficiente do que o Windows 32.

Antes de gerar mais dúvidas, é preciso entender a diferença entre os processadores de 32 e 64 bits. Atualmente, a maioria dos processadores possui uma arquitetura para operar em 64 bits, logicamente, superior aos de 32 bits. Porém, de nada adianta possuir um processador com arquitetura para 64 bits se o sistema operacional suporta apenas 32 bits de processamento.

Enquanto a versão 64 utiliza o desempenho máximo dos processadores de 64 bits, a versão 32 extrai uma capacidade equivalente de processadores 32 ou 64 bits, desde que possuam o mesmo clock.

A versão 64 bits é melhor para todos os casos?

Não! Na verdade, ela é melhor apenas para os computadores que atendam aos seus requisitos da máquina e às aplicações do usuário. Embora limite sua capacidade, a versão 32 bits do Windows suporta um processador 64, mas a versão 64 não funciona com um processador de 32 bits.

Qual versão eu devo Usar?Os bits de um processador não se referem à sua velocidade, mas sim à quantidade de informação que ele leva em cada viagem, logo, é necessário mais memória RAM para potencializar essa capacidade.

Utilizar um Windows 64 com pouca memória RAM implica em uma menor eficiência da máquina, no entanto, essa versão é capaz de reconhecer mais memória RAM do que a versão 32 bits.

A velocidade do processamento dos dados é determinada pelo clock do processador, e não pela sua arquitetura. Em suma, ao utilizar programas leves ou que não sejam desenvolvidos para o novo padrão de processamento, geralmente os mais antigos, a diferença de velocidade é nula ou muito pequena.

O Windows 64 bits é capaz de rodar a maioria dos programas desenvolvidos para 32 bits (uma exceção são os antivírus), assim como o Windows 32 bits também roda programas desenvolvidos para 16 bits.

No entanto, o Windows 64 não é capaz de executar programas em 16 bits, mesmo em modo de compatibilidade. Ou seja, quem utiliza programas antigos pode perder a sua compatibilidade ao adquirir versão 64 bits.

Quando utilizar?

É necessário hardware.Antes de ficar em dúvida sobre qual sistema operacional utilizar, o usuário precisa estar ciente da configuração da sua máquina.

Além de saber a arquitetura do seu processador, ele precisa contar com uma quantidade recomendável de memória RAM, pelo menos 4 GB.

O usuário também deve se questionar quanto ao uso de seu computador. A diferença será evidente em programas apropriados para a tecnologia 64 bits e também para os usuários que recorrem a vários aplicativos ao mesmo tempo. Como os drivers da versão 64 bits são diferentes dos da 32, configurar componentes antigos no Windows 64 pode não ser possível.

Resumindo

Para rodar aplicativos leves em uma máquina de configuração simples, recomenda-se utilizar uma versão 32 bits do Windows. Aqui se encaixam usuários de internet, processadores de texto, jogos simples e a imensa maioria dos programas comuns.

Mas, se você já tem um processador de arquitetura 64 bits, vale a pena usar o sistema equivalente. Computadores que trabalham com grandes aplicações gráficas ou processos trabalhosos obtêm um rendimento muito superior com as versões 64 bits, desde que possuam um hardware adequado para isso.

Desenvolver grandes projetos com o AutoCAD, imagens em alta resolução com o Photoshop ou extrair o máximo que os games de última geração têm a oferecer, são esses os diferenciais da versão 64 bits.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!