Investigando detalhes da Build 14251 do Windows 10, lançada na semana passada, o hacker conhecido como Walking Cat fez uma descoberta bastante interessante. Segundo ele, alguns arquivos presentes na plataforma fazem menção direta à possibilidade de que um subsistema Linux esteja rodando junto ao software da Microsoft.

Walking Cat cogita que isso pode estar relacionado a um ressurgimento do Project Astoria, que pretendia facilitar a conversão de aplicativos do Android para o Windows 10 Mobile. A iniciativa havia sido parada pela empresa devido aos problemas que ela enfrentava em conseguir adaptar os apps do sistema da Google para seu próprio sistema operacional.

Entre os arquivos identificados pelo hacker estão “lxcore.sys” e “lxss.sys”, que já eram conhecidos por quem lidou com o Astoria. O site WMPowerUser cogita que a adição da compatibilidade a certos aplicativos do Linux beneficiaria o Windows 10 principalmente no segmento de servidores, setor em que a plataforma aberta possui grande influência.

Também há a possibilidade de que a Microsoft esteja retomando seu projeto de conversão, seja na tentativa de dar outra chance à adaptação de softwares do Android ou apostando em uma nova solução de aplicativos universais. Independente de qual seja a intenção da companhia, não deve demorar muito até que a verdade venha à tona graças à comunidade ativa de usuários que se dedica a investigar com atenção todos os detalhes do sistema operacional.

Você acredita que a Microsoft retomou o Project Astoria? Comente no Fórum do TecMundo