A Microsoft, ainda durante o anúncio do Windows 10, tratou de promover a mais recente versão do popular SO às custas de recursos que prometem uma vasta integração entre celulares, tablets e PCs. Mas um recurso em especial chamou a atenção de quem deseja transformar smartphones, literalmente, em computadores de mesa. Sob o nome de Continuum, a nova funcionalidade permite que o usuário conecte o telefone a um monitor e que recrie, assim, toda a experiência de um desktop ou notebook a partir do uso de acessórios como mouse e teclado (saiba mais).

O Acer Jade Primo, tido como o primeiro celular compatível com o Continuum, foi anunciado em setembro, durante o IFA 2015, por US$ 410 (cerca de R$ 1,6 mil). O HP Elite X3, outro smartphone que pode ser usado também como notebook, deve chegar ao mercado com hardware top de linha por um preço naturalmente superior ao do Jade Primo. De todo modo, o que parecia ser uma exclusividade de dispositivos parrudos (e caros) pode estar prestes a ficar acessível até para os mais modestos dos consumidores.

Segundo informa o site alemão Dr. Windows (via MS Power User), o anúncio de um celular com suporte ao recurso Continuum por cerca de € 300 poderá ser feito em breve pela Acer. Se confirmado, o aparelho poderá custar em torno de R$ 1,3 mil (sem impostos) – o que deve tornar o smartphone de fato acessível a quem deseja casar “o melhor dos dois” mundos por meio do uso de uma única plataforma.

Informações técnicas, tais como detalhes acerca do hardware do gadget, não foram mencionadas até o momento – nenhum pronunciamento oficial foi também feito pela Acer. Mas configurações no mínimo intermediárias são esperadas para o suposto novo aparelho compatível com o Continuum.

...

Quais deveriam ser as configurações mínimas para um celular com suporte ao Continuum, recurso da Microsoft capaz de transformar smartphones em computadores? Comente no Fórum do TecMundo