Como melhorar o sinal da rede sem fio mudando o canal Wi-Fi do roteador [vídeo]

Em poucos minutos você pode configurar seu roteador para obter mais velocidade e estabilidade durante a transmissão massiva de dados através da rede wireless.
  • Visualizações290.376 visualizações
Por Fabio Jordão em 5 de Agosto de 2010

Com a introdução das redes sem fio todos tiveram muitos benefícios, mas as dores de cabeça aumentaram significativamente. Um dos tantos problemas é a configuração dos roteadores, aparelhos que possuem uma série de opções que afetam diretamente a usabilidade da rede.

Contudo, nem sempre a configuração é o maior problema, sendo que a instalação física acaba atrapalhando seriamente o sinal da rede. Enfim, são muitas complicações e poucas soluções, mas o Baixaki procura sempre por novidades e truques para ajudar você. O tutorial de hoje visa auxiliar você a aumentar a qualidade do sinal da sua rede wireless e também fornecer algumas dicas para uma instalação e utilização apropriada do mundo sem fio.

Entendendo o problema

Talvez você não seja muito entendido das telecomunicações e possivelmente você nem faça ideia de como funciona um roteador sem fio. Nós explicamos: basicamente o roteador é como um transmissor de sinal, o qual utiliza ondas para propagar dados e conectar diversos computadores.

Como ele faz isso? Simples. O roteador possui uma série de dispositivos internos que codificam os dados e colocam todos numa faixa de transmissão (chamada de canal). É como você imaginar os canais de televisão, ou seja, o roteador envia o sinal de rede e de internet (assim como as emissoras de TV) em um canal específico para que o computador que esteja sintonizado no mesmo canal receba os dados.

Por que mudar de canal? Pelo mesmo motivo que você deve mudar de canal na televisão –
ou quase o mesmo motivo. Normalmente mudamos de canal para visualizar outros programas na TV, porém algumas vezes nos forçamos a mudar porque a qualidade do canal é horrível. No caso das redes wireless o que força a mudança de canal geralmente é a qualidade que está muito baixa.

Geralmente não é preciso fazer tal alteração, pois quase todos os canais fornecem qualidade quase que idênticas, visto que operam em frequências bem similares. Contudo, os problemas começam a aparecer quando você reside em um local onde há excesso de sinais wireless e aí um roteador começa a atrapalhar a transmissão do outro.

Modificando o canal da rede

Como solucionar? Para começar a resolver o problema é preciso identificar qual canal de rede seu roteador utiliza. Existem diversas formas para isso, mas recomendamos a utilização do programa inSSIDer. Detalhe: caso sua rede esteja funcionando bem, NÃO RECOMENDAMOS a modificação de quaisquer configurações!

inSSIDer inSSIDer
Clique para baixar

Por que usar este aplicativo? Precisamos identificar o canal do roteador da sua residência e de outros que estejam chegando ao seu PC, por isso o inSSIDer é a ferramenta ideal para situação. Este software gratuito e muito simples de usar fornece diversas informações sobre quaisquer sinais wireless que estejam ao alcance da sua placa de rede.

Entre tantos detalhes é possível conferir o nome das redes (SSID), força do sinal, endereço físico (MAC), tipo de segurança (WAP ou WEP), velocidade teórica (54 Mbps é o comum para as redes do tipo 802.11g) e o canal utilizado pelo roteador em questão. Enfim, vamos instalar o programa para depois visualizar todos esses detalhes.

No Windows

1) Você deve instalar o programa normalmente e então executá-lo.

2) Depois que aparecer a janela principal do programa, selecione a placa de rede sem fio.

Selecione a sua placa de rede

Detalhe: normalmente a placa de rede contém o termo “wireless” (ou Wi-Fi) e traz uma sigla do tipo 802.11 e uma letra junto.

3) Depois de selecionar o dispositivo correto, basta clicar em “Iniciar Escaneamento”.

Iniciar escaneamento

4) Os resultados são exibidos numa tabela e você deve identificar qual é o seu roteador.

Roteador utilizado na rede local

5) É bom também reparar nos canais mais utilizados perto da sua casa. A grande maioria das pessoas não altera o canal do roteador e consequentemente todos acabam utilizando os canais 6, 1 ou 11 — que são os canais atribuídos por padrão pelas fabricantes de roteadores. Mais tarde precisaremos saber os canais que não são usados.

No seu navegador

Agora você deve entrar na tela de configuração do seu roteador. Não sabe o endereço IP? Então vamos descobrir!

1) Para isso basta acessar o “Prompt de Comando” no Menu Iniciar e digitar:

  ipconfig

2) O computador vai listar uma enormidade de informações, mas para nossa tarefa precisamos apenas do número do Gateway Padrão.

3) Para acessar o roteador é só abrir o navegador (qualquer um dos que você tiver instalado serve) e inserir o número do Gateway (algo como 192.168.2.1) na Barra de endereços.

Acessar o roteador

Detalhe: nossa dica de hoje vamos detalhar dois modelos de roteadores muito famosos: um Belkin e outro D-Link.

4) Na tela inicial deve haver algumas informações sobre o aparelho, mas a opção que precisamos modificar normalmente fica localizada em “Wireless Settings” (no caso do D-Link) ou em “Channel and SSD” (no Belkin).

Configurações Wireless

Imagem demonstrativa para o roteador D-Link

Configurações Wireless

Imagem demonstrativa para o roteador Belkin

Nota: possivelmente será solicitado o nome de usuário e senha para alterar as configurações, por isso é bom você conferir no manual do aparelho qual a senha padrão.

5) Antes de alterar o canal é importante conferir o modo de operação do modem. Caso seus aparelhos (notebook, computador, celular e outros) sejam compatíveis e utilizem apenas o padrão 802.11g, é melhor eliminar outros modos de operação (visto que eles podem atrapalhar a atuação principal do dispositivo).

Habilitar somente um modo de operação

Imagem demonstrativa para o roteador D-Link

Defina o melhor modo para sua rede

Imagem demonstrativa para o roteador Belkin

6) Agora sim é hora de alterar o canal. Você pode escolher qualquer um, mas lembre-se da dica dada lá em cima: é melhor escolher um canal que não seja utilizado pela vizinhança. Ou então, escolha um que seja o oposto do que estão usando perto da sua casa.

Escolha o canal e salve as configurações

Caso todos estejam configurados com os canais 1 e 6, opte pelo canal 9 por exemplo, que garante uma boa distância da frequência dos canais mais baixos. Detalhe: no roteador D-Link é preciso desmarcar a caixa “Enable Auto Channel Scan” (Habilitar procura automática de canal).

Desabilitar a opção para trocar de canal

Atenção: caso seu modem esteja configurado com canal de extensão, deixe o canal padrão.

7) Clique em "Apply Changes" (Aplicar Modificações) e reinicie o roteador.

Nota: talvez seja necessário reconectar sua rede após a reinicialização, pois visto que o canal foi alterado o Windows pode perder a conexão.

Algumas dicas extras

A alteração do canal pode solucionar muitos problemas e aumentar a força do sinal, porém isso nem sempre resolve. Por isso resolvemos lembrar alguns pontos importantes que devem ser seguidos para que a rede seja mais estável e não gere tantos problemas:

  • Posicione seu roteador em um local alto para abranger mais computadores ou o mantenha em um cômodo central da casa;
  • Procure direcionar a antena de sua placa de rede de tal forma que a lateral dela fique apontando para o roteador;
  • Se você utiliza os computadores da casa em uma sala única, prefira manter o roteador no mesmo local (isso aumenta a força do sinal);
  • Caso seu roteador possua a opção “Hide SSID” (Ocultar SSID), ou “Enable Hidden Wireless” (Habilitar rede sem fio oculta), pode ser uma boa ideia ativá-las, visto que outros usuários não poderão se conectar à sua rede;
  • Quem possui roteador compatível com a tecnologia 802.11n com certeza deve ativá-la, pois o alcance e a velocidade melhoram significativamente e
  • E quem não tem um roteador deste tipo, talvez deva pensar na compra de um .

Enfim, nossas dicas acabam por aqui e desejamos boa sorte a todos que tiverem problemas com as redes wireless, pois as soluções nem sempre são tão claras, mas o Baixaki está continuamente lançando novas dicas para ajudá-los. Até mais!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!