Como melhorar o sinal da Wi-Fi [vídeo]

Confira algumas dicas muito simples para melhorar o sinal da sua internet sem fio e navegar com muito mais velocidade.
  • Visualizações141.934 visualizações
Por Renan Hamann em 5 de Setembro de 2011

Com cada vez mais dispositivos conectados à internet, às vezes fica inviável utilizar cabos para ligar todos os aparelhos. Por isso, os roteadores Wi-Fi estão sendo muito exigidos pelos usuários. O problema é que também há muitas reclamações relacionadas aos aparelhos. A maior parte delas devido às velocidades e instabilidades do sinal.

Se você já sofreu com isso, está na hora de conhecer algumas dicas muito interessantes (e simples) de como melhorar o sinal da internet sem fio na sua casa. Com apenas algumas rápidas mudanças, você pode melhorar – e muito – a qualidade das transmissões de internet. Confira.

Onde colocar meu roteador?

Uma das principais dúvidas dos usuários é relacionada ao local em que o transmissor deve ser colocado. Muitas pessoas acabam deixando o roteador isolado, longe do alcance das antenas.  Procure sempre deixar o aparelho na parte mais central possível da sua casa, para que em qualquer cômodo o sinal possa ser recebido sem problemas.

Como melhorar o sinal da Wi-Fi [vídeo]

Vale lembrar que portas e paredes muito grossas podem acabar barrando o sinal da internet sem fio, ocasionando diminuição da qualidade nas transmissões e até mesmo perdas de dados. Se sua casa tiver essa configuração, procure deixar o roteador mais próximo dos quartos, pois o cômodo em que estiver o aparelho receberá o sinal com qualidade superior.

Para empresas ou residências em que muitos computadores são conectados à internet, recomenda-se a utilização de mais de um roteador. Dessa forma, garante-se que o sinal seja mais bem distribuído, evitando sobrecargas nas transmissões e possíveis travamentos da conexão.

Eu devo trocar de antena?

Se trocar o local do roteador não é uma opção viável, talvez seja a hora de trocar a antena do aparelho. Esse procedimento só pode ser aplicado por quem utiliza transmissores com antenas removíveis, aquelas que são encaixadas por roscas na traseira do roteador.

Procure saber qual a potência máxima interpretada pelo processador do roteador. De nada adianta uma antena de 10 dBi se o seu transmissor não consegue enviar o sinal com a mesma intensidade. Nesses casos, a internet pode ficar ainda mais lenta e instável.

Caso seja possível efetuar a troca, lembre-se de deixar a antena em posição vertical, para que o sinal seja mais bem distribuído. Com o sinal mais potente, torna-se ainda mais necessário realizar uma série de ajustes nas configurações do roteador, de maneira que ele interfira menos em outros eletrônicos e não atrapalhe outras redes sem fio.

Como melhorar o sinal da Wi-Fi [vídeo]

Configurações dos aparelhos

Abra o manual do seu transmissor e procure o endereço de configurações. Insira-o no navegador e, quando for exigida a autenticação, coloque o login e a senha informados pelo fabricante (a menos que você já tenha realizado alterações). A página aberta é própria de cada aparelho, por isso não há um padrão na interface.

Procure a janela de configurações wireless e logo você vai localizar a opção para escolhas de canal Wi-Fi. A maioria das fabricantes vendem os aparelhos com o canal 6 como padrão, por essa razão, muitas redes em curtas distâncias podem acabar gerando interferências entre elas.

Modificando o canal de acesso, você altera a faixa de frequência do roteador e acaba com possíveis interferências. É preciso também tomar cuidado para que a frequência do sinal da internet não coincida com a de telefones sem fio. Quando isso acontece, é muito comum que a internet fique indisponível enquanto o telefone está em uso.

Utilize os padrões b/g/n corretos

Enquanto a maior parte dos roteadores Wi-Fi atuais são fabricados com o padrão b/g/n, ainda há placas de rede que não suportam larguras de banda maiores. Sempre que houver conflitos entre os dispositivos, prevalecerá aquele que tiver menos potência. O melhor mesmo é conseguir equipamentos compatíveis com a tecnologia “n”, pois ela permite de 65 a 300 Mbps de velocidade em frequências de 2,4 a 5 GHz.

Atualizações do firmware

Assim como sistemas operacionais, o firmware do seu roteador também precisa ser atualizado. Esse tipo de prática corrige uma série de falhas que podem causar travamentos e instabilidades no sinal e é relativamente simples. Basta acessar o site da fabricante e localizar a versão mais recente do firmware do seu aparelho.

Como melhorar o sinal da Wi-Fi [vídeo] (Fonte da imagem: Reprodução / TP-Link)

Depois de terminar o download, acesse a página de configurações do roteador e localize a opção para atualizar o sistema. Uma janela de upload será aberta para que você indique onde está o arquivo de atualização. É de suma importância que o aparelho não seja desligado durante o processo.

.....

Viu como é fácil melhorar o sinal da rede sem fio? Temos certeza de que com essas práticas você vai parar de sofrer com quedas no sinal, interferências e outros problemas que tanto incomodam os usuários de internet. 



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!