Por conta da altíssima base de usuários, até que demorou para o WhatsApp virar alvo de golpes da internet. Porém, de uma só vez, dois esquemas de malandragem envolvendo o mensageiro foram detectados.

O primeiro foi descoberto pela empresa de segurança Comodo Group e é um bom e velho phishing no email. A vítima recebe uma mensagem que seria enviada pela equipe do WhatsApp dizendo coisas como "Você tem uma nova mensagem de voz" ou "Um breve recado em vídeo foi entregue", sempre com uma estranha combinação de lera (como "xgod" ou "Atjvqw") em seguida.

A imagem abaixo mostra que a mensagem usa a logo do mensageiro para tentar convencer você a baixar um anexo.

Ele contém o malware, um variante da família Nivdort. Ao ser executado, ele se copia para diferentes pastas do sistema na hora. Como o cadastro do WhatsApp não usa o email, mas sim o número do telefone, desconfie desse tipo de comunicado e não baixe anexos duvidosos.

O golpe dos emojis

O segundo truque descoberto é uma forma de "quebrar" o mensageiro via mobile ou Web usando os populares emojis. Quando alguém envia a você algo entre 4,2 mil ou 4,4 mil carinhas de sorriso (o WhatsApp suporta até 6,6 caracteres, mas os emojis contam como um cada), o app ou navegador do remetente e do destinatário trava na hora.

Esse não é um golpe grave, mas pode fazer com que você tenha que deletar todo o histórico de mensagens com a pessoa para deixar de exibir os emojis. Essa falha também pode ser usada como uma espécie de ataque DDoS. O vídeo acima mostra como o processo funciona. A equipe já foi notificada e é possível que uma atualização corrija o problema em breve.

Qual você prefere: Telegram ou WhatsApp? Comente no Fórum do TecMundo