Gadgets vestíveis – também conhecidos como wearables –, tem ganhado bastante popularidade nos últimos anos, em especial aqueles que registram atividades físicas. Embora esses dispositivos pareçam simples e seguros, uma pesquisa desenvolvida por várias empresas de segurança mostrou que a maioria desses aparelhos pode ser facilmente hackeada.

O maior problema, segundo os investigadores, se encontra no protocolo de conexão Bluetooth. Aparentemente, a maioria dos gadgets não possui um sistema de criptografia consistente, permitindo que apps fakes e outros aparelhos possam se parear a eles para ler e editar seus registros. Embora o problema não pareça muito grave, o hack poderia ser utilizado para rastrear o padrão de comportamento de uma pessoa e até seu histórico de localização.

Os pesquisadores entraram em contato com os fabricantes afetados. Fitbit, Intel (Basis) e Mio responderam positivamente às novidades e estão investigando o caso. O Apple Watch, que é capaz de se parear a vários desses vestíveis, não sofre com nenhuma das falhas encontradas.