No começo de março, um leitor do TecMundo entrou em contato com a nossa equipe de redação para denunciar uma suposta incompatibilidade entre os sinais de GPS de alguns smartphones Android e a rede de internet móvel da operadora Vivo. Residente de Porto Alegre (RS), o engenheiro eletricista Marcelo Dal Alba enviou um email afirmando não conseguir usar apps como o Google Maps e o Waze em seu Moto G de 3ª geração.

“O GPS do meu smartphone Motorola passou, recentemente, a funcionar de forma intermitente, tornando inviável o uso de aplicativos de navegação”, afirmou Marcelo. “Convencido de que se tratava de um problema com o aparelho, relatei o fato a um colega que, imediatamente, respondeu dizendo que seu celular, da marca HTC, também passava pelo mesmo problema”, conclui.

“Este colega, no entanto, percebeu que a instabilidade do GPS curiosamente só aparecia quando eram usados dados 3G da operadora Vivo. Com a rede conectada a outras provedoras, não há qualquer problema relacionado às ferramentas de localização. A partir daí, realizamos testes que constataram que o GPS funciona normalmente quando se configura o 2G como rede preferencial. Logo, em suma, os problemas aparecem somente com a rede 3G da operadora Vivo em alguns dispositivos Android”, explica o leitor.

Leitor reporta problemas ao usar o GPS em conjunto com a rede móvel da Vivo

Hardware problemático

O próprio Marcelo nos ofereceu um link para um tópico do fórum oficial da Motorola, onde outro brasileiro – identificado simplesmente como Peralta – relata o mesmo problema com seu Moto X de 2ª geração. O internauta também defende que o erro só existe quando se usa um chip da Vivo em conjunto com o GPS de alta precisão (o famoso A-GPS, que usa as antenas da operadora para facilitar o processo de localização pelos satélites).

Como podemos ver no vídeo abaixo (postado por Peralta em seu canal no YouTube), o GPS realmente se mostra bastante falho quando é usado por softwares de navegação – o marcador de localização congela com frequência e salta de um lugar para o outro, impossibilitando o uso dos apps em trânsito. “Com chips das operadoras TIM e Claro nos mesmos dispositivos, o problema desaparece e a navegação funciona perfeitamente”, afirma o internauta.

Posteriormente, o próprio Peralta afirma ter entrado em contato com o departamento de engenharia da Motorola, que confessou a existência de uma incompatibilidade entre o hardware usado em alguns aparelhos da companhia, o Android 5.1, e as torres 4G de “algumas operadoras”. De acordo com a empresa, o componente usado para captar o sinal GPS em determinados dispositivos sofre interferências da frequência usada pelo LTE brasileiro.

A solução? Configurar o celular para usar redes 2G na hora de usar aplicativos que exigem o A-GPS, visto que a Motorola ainda está trabalhando em uma forma de contornar essa incompatibilidade. Além disso, vale lembrar que o problema parece afetar também gadgets de outras companhias – de acordo com Marcelo, também foi possível detectar o mesmo erro em um HTC One M7 e em um Samsung Galaxy S5 Mini.

As torres 4G podem ser as responsáveis pela incompatibilidade de sinais

A resposta da Vivo

O TecMundo entrou em contato com a Vivo para saber o que a empresa tem a dizer sobre o assunto. De acordo com a operadora, a suposta interferência entre os sinais é realmente um problema do aparelho. “Os celulares precisam, para serem habilitados pelas operadoras do Serviço Móvel Pessoal e utilizados no Brasil, de homologação da Anatel. Isso garante a compatibilidade com as tecnologias adotadas no país e o atendimento aos requisitos técnicos de funcionamento, condições de garantia, assistência técnica e qualidade”, explicou a companhia.

Vale observar também que vários redatores do TecMundo utilizam diariamente a internet móvel da operadora Vivo (em outros smartphones senão os citados neste artigo) e jamais tiveram qualquer tipo de problema com o GPS dos aparelhos. Novamente, tudo indica que se trata de uma interferência específica em determinados dispositivos móveis. E você? Já sofreu com esse tipo de erro? Caso sim, conte sua história no campo de comentários.

Atualização: 22/03, às 16h30

De acordo com Marcelo Dal Alba, todos os celulares de seus amigos e colegas que até então sofriam com o problema de interferência no A-GPS passaram a funcionar perfeitamente em até 24 horas após a publicação desta matéria. Embora essa sequência de ocorridos pode ser julgada como uma incrível coincidência, o TecMundo quer saber: e o seu smartphone, está operando com perfeição a partir de agora? Deixe sua história no campo de comentários.

Você já sofreu problemas ao usar o GPS do seu celular em conjunto com a rede móvel da Vivo? Comente no Fórum do TecMundo