Playstation 3 versus Xbox 360

Qual o melhor console desta geração? Entre nesta guerra entre sonystas e caixistas e ajude nossos fanboys a defender seu video game favorito!
  • Visualizações554.099 visualizações
Por Durval Ramos Junior em 14 de Maio de 2010

Poucos assuntos no mundo da tecnologia são tão polêmicos quanto a questão do melhor video game da nova geração. Donos de Playstation 3 e Xbox 360 defendem seus consoles com unhas e dentes e lutam até o fim pelo título de mais potente.

Sempre que o assunto video game surge em algum fórum ou página de discussão, o que se vê é um campo de batalha em que “sonystas” (usuários de PS3) e “caixistas” (donos do Xbox 360) digladiam-se, enaltecendo os pontos positivos de seu sistema e destacando os defeitos do rival. A batalha é tão intensa que até mesmo outros debates, como qual o melhor sistema operacional ou navegador, são deixados de lado.

E é claro que o Baixaki não ficaria de fora dessa guerra. Para colocar mais lenha na fogueira, estreia aqui mais uma série de artigos. O Versus coloca lado a lado dois tipos de tecnologia rivais e analisa todas as suas vantagens e desvantagens.

Xbox 360Porém, não somos nós que fazemos o comparativo. Para tornar tudo ainda mais emocionante, deixamos as opiniões dos redatores do Baixaki de lado para ouvir os argumentos usados pelos usuários dos consoles. Em outras palavras, um verdadeiro duelo de fanboys.

Conhecendo os lutadores

No canto direito, vestindo verde e branco e com compatibilidade nativa com vários recursos do Windows, a grande caixa: o Xbox 360. Lançado em 2005 o console foi a segunda tentativa da Microsoft no mercado de video games. Com um suporte online bem feito e uma vasta biblioteca de games, possui jogos exclusivos de peso para entrar na luta, como Halo, Alan Wake e Gears of War.

Playstation 3Já no canto esquerdo, todo de preto, com um potente leitor de Blu-ray e gráficos que abusam de alta definição, o sucessor da plataforma mais vendida do mundo: ele, o Playstation 3! Apesar do começo lento, as vendas da aposta da Sony para essa geração de video games deslancharam graças a grandes títulos e à potência oferecida por seu hardware.

Para ajudar os dois gigantes na batalha, nada melhor do que usuários fanáticos por cada console. Portanto, para defender o Xbox 360 temos Caxias, apaixonado pelos games da plataforma da Microsoft, e Sonia, que veste a camisa do Playstation 3 de corpo e alma.

Round 1: Características físicas

Quando olhamos os dois consoles pela primeira vez, vemos dois video games consideravelmente robustos. Em comparação com as gerações anteriores, o espaço ocupado por ambos realmente é bem maior. Mas e quando o assunto é apenas entre os gigantes?

Caxias toma a iniciativa.

Deitado, o console da Microsoft possui cerca de 31 centímetros de largura por 26 de profundidade. Já o Playstation 3 Slim, uma versão já “mais compacta” do console, é um quadrado de 34 cm.

Além disso, o aparelho da Sony é duas vezes mais alto do que o Xbox, que tem apenas 8 cm de altura. Para finalizar, a caixa também é mais leve, com 3,5 kg contra os 4,3 kg do PS3.

Defesa da Sony.

Apesar do tamanho exagerado, o video game da Sony é muito mais bonito do que o rival. As curvas e demais detalhes, aliados aos potentes componentes internos, contribuem para que ele seja maior.

Além disso, ele lembra um ponto que faz com que o Xbox seja visualmente menor, mas que é bastante incômodo: a fonte. Enquanto no PS3 ela é interna e discreta, no Xbox 360 ela fica exposta e faz com que o espaço total ocupado seja maior.

Porém, por conta disso o Playstation 3 aquece muito mais do que o Xbox 360. Quem não se lembra da imagem que comparava o aparelho da Sony com uma churrasqueira elétrica?

Round 2: controles

Dual Shock contra o resto.

O popular controle do Playstation 3 é adorado por muitos jogadores devido ao seu formato ergonômico que não cansa as mãos mesmo depois de horas de jogatina. Além disso, para os “sonystas”, sua forma é pioneira e, inclusive, deu origem ao joystick do Xbox.

O bom e velho Dual Shock.

Além de permitir que até sete pessoas joguem simultaneamente (contra apenas quatro do console da Microsoft), o Playstation 3 tem a grande vantagem de possuir um controle com bateria recarregável. Basta conectar o cabo USB e pronto. Já o Xbox 360 utiliza duas pilhas AA que, além de tornarem o periférico muito mais pesado que o do concorrente, dificultam o manuseio.

Projeto Natal: o ás na manga da Microsoft.

Mas é na mão da Microsoft que reside um dos mais ambiciosos e promissores acessórios para video games: o Projeto Natal. O sensor de movimento que dispensa a utilização de controles é visto como o futuro por muitas pessoas e é aguardado por toda a indústria.

Por mais que o PS Move, joystick com sensor da Sony, tenha empolgado e se mostrado muito eficiente, o Natal ainda é de longe o grande marco no mundo dos games para 2010. Vai ser tudo aquilo que a gente espera? Só o futuro pode dizer.

Round 3: jogos exclusivos

Outra disputa de peso. Comparar os dois video games sem citar seus títulos exclusivos é impossível, principalmente quando temos dois fanboys defendendo ferrenhamente seus consoles.

O Xbox 360 vem com grandes séries, como Gears of War, Halo e o novíssimo Alan Wake. Além disso, outras franquias de sucesso só pintaram na caixa da Microsoft, como os populares Fable e Forza.

Porém, o Playstation 3 possui nomes de peso, como God of War 3, Metal Gear Solid 4 e Uncharted. Isso sem falar de Little Big Planet e Gran Turismo, os quais apenas quem possui um console da Sony pode conferir.

Verdade ou mentira?

Esse é um dos principais argumentos de ataque utilizado por “caixistas”. Apesar de ter sido verdade no início das vendas das plataformas, hoje a quantidade de games disponíveis para o console da Sony é quase tão grande quanto a do Xbox 360.

Defesa da Sony.

Nos primeiros anos após o lançamento do Playstation 3, o número de títulos exclusivos para ele realmente eram bem menor do que o do rival, que fora lançado dois anos antes.

O principal motivo do lento começo foi o potente hardware, que assustava as desenvolvedoras devido ao alto custo de produção. Além disso, elas não estavam acostumadas a criar jogos com a qualidade gráfica oferecida pelo PS3.

Round 4: gráficos

Gráficos de última geração.

É inegável a potência do hardware do console da Sony. A maioria dos games do Playstation 3 rodam a 1080p, aproveitando toda a resolução oferecida pelas melhores TVs Full HD. Além disso, como utiliza mídias Blu-ray capazes de armazenar até 50 GB de informação (contra os 9 GB dos DVDs do Xbox), a possibilidade de criação e perfeição técnica é enorme.

Exemplos não faltam. Basta ver os últimos títulos exclusivos do console, como Uncharted 2 e o arrasa quarteirões God of War 3. Muito se falou sobre a perfeição gráfica, que mais parecia cinema do que um jogo de video game.

God of War 3

Outra vantagem que o aparelho da Sony possui é uma atualização recente que permite ao jogador visualizar seus games em 3D. Com isso, além dos supergráficos, o usuário ainda pode ter a sensação de realmente estar dentro da ação.

O dilema multiplataforma.

Por outro lado, alguns games que são lançados para os dois consoles apresentam melhores resultados no Xbox. É o caso de Bayonetta, visualmente melhor no video game da Microsoft devido a erros de programação que resultaram em travadas e quedas na taxa de quadros no PS3.

Bayonetta: polêmica em todos os sentidos.

Apesar disso, não é regra que games multiplataforma fiquem melhores no Xbox 360. Diversos sites especializados consideraram a versão para Playstation de Final Fantasy XIII visualmente mais agradável do que em seu rival.

Round 5: plataforma online

Live: a felicidade do Xbox.

Um dos grandes destaques da Microsoft é o Xbox Live, uma área destinada para jogatinas online, além de download de demos e conteúdo exclusivo. Por mais que a Sony tenha a Playstation Network, a estrutura e a quantidade de material disponível na Live é muito mais robusta, além de mais bem estruturada.

Troféus e PSN

Por outro lado, a PSN é totalmente gratuita. Enquanto é preciso pagar uma mensalidade para acessar e usufruir das comodidades online do Xbox 360, o Playstation permite acesso irrestrito a todo proprietário do console.

Na PSN, assim como no Xbox Live, existe um ranking que indica os melhores jogadores para cada game. Na plataforma da Sony isso é computado a partir da quantidade de Troféus entregues ao usuário quando ele completa determinados desafios. Ao conseguir todos, recebe o prêmio Platina.

Usuários do PS3, como nossa amiga Sonia, acreditam que a conquista dos Troféus é muito mais empolgante, já na plataforma da Microsoft existe uma pontuação dada para cada realização.

Round 6: problemas técnicos

3RL no queixo da Microsoft.

O pesadelo de todo dono de Xbox 360 é também a maior arma de ataque de proprietários do Playstation 3. O famoso problema das três luzes da morte (“3 Red Light”, em inglês) que atingiu boa parte dos consoles da Microsoft acontece devido a um superaquecimento no processador gráfico. Apesar de o erro ter sido corrigido nas novas versões do aparelho, a fama de “defeituoso” continua.

Mas a Sony também tem seus problemas.

Quem pensa que os problemas de hardware são exclusividade do Xbox 360, engana-se. O Playstation 3 possui um defeito semelhante às 3RL que, apesar de ser menos recorrente que as do rival, também significam a morte do aparelho.

A chamada “Yellow Light of Dead” (Luz amarela da morte) possui as mesmas causas e efeitos das vermelhas e simplesmente faz com que o aparelho pare de funcionar.

Round 7: compatibilidade com outras mídias

Leitor de Blu-ray como arma.

Uma das grandes vantagens do Playstation 3 é a compatibilidade que ele possui com outros tipos de mídias. Os primeiros modelos do console, por exemplo, rodavam sem problema alguns jogos da geração passada. Infelizmente esse recurso foi removido na versão Slim.

Além disso, como seus games são feitos em discos Blu-ray, o video game também é um ótimo aparelho para assistir a filmes de alta resolução. Como o preço do Blu-ray player ainda é elevado, o Playstation 3 torna-se uma boa opção pelo custo-benefício.

Street Fighter: é jogo, é filme, é Blu-ray.

Já o Xbox 360, por utilizar um leitor de DVD, sofre com os mesmos problemas que os players normais. A maior dor de cabeça para os donos do console é a questão relacionada às regiões dos discos.

Assim como acontece com filmes, cada disco é categorizado com uma região a partir de onde ele foi fabricado. O problema é que os video games só são capazes de ler jogos e filmes de sua área correspondente. Sendo assim, se você possui um Xbox europeu ou japonês, desista de comprar jogos americanos, já que eles não vão rodar.

Como o PS3 não possui essa trava por região, ele é capaz de executar qualquer tipo de jogo, independente de ser americano, japonês ou europeu. A única restrição fica por conta dos filmes tanto em DVD quanto Blu-ray, que ainda devem respeitar a área do console.

Compatibilidade com o Windows.

Quem possui um console da Microsoft usufrui de toda a praticidade oferecida pela Windows Media Center. Com isso, é possível baixar filmes e músicas da central e vê-los em sua TV sem ter de usar o computador para isso. Tudo é gerenciado pelo Xbox 360.

Round 8: preço

Para finalizar este duelo de titãs, o calcanhar de Aquiles de ambos: o preço. Como todos sabem, o valor cobrado por qualquer console no Brasil é excessivamente alto e se torna um dos principais fatores relevantes de quem pretende comprar um ou outro aparelho.

 

O velho argumento.

Quando o Playstation 3 começou a ser vendido no Brasil, era possível encontrá-lo por mais de R$ 2 mil na maioria das lojas especializadas. Outras, empolgadas com os avanços e a surpreendente qualidade do aparelho, chegaram ao absurdo de vendê-lo por 8 mil reais!

Tudo isso serviu para fixar estigma de que o PS3 é incrivelmente caro. Além disso, seus jogos também seguiram essa tendência e chegaram a ser vendidos por mais de 300 reais.

O Xbox 360 também sofria com o alto preço. Sendo vendido inicialmente por quase R$ 2,5 mil, teve a sorte de receber diminuições gradativas que tornaram sua aquisição mais acessível para os usuários.

Questão de preço.

Isso aconteceu pelo fato de a Microsoft já ser distribuída oficialmente no Brasil, o que resultou em uma diminuição nas taxas de importação e, portanto, uma maior aceitação do público nacional. A Sony só anunciou a venda oficial em nosso país no final de 2009, mas nada de PS3 até então.

Apesar de os preços ainda não serem os ideais, já é possível encontrar os dois consoles por menos de 1 mil reais. Os jogos também vêm sendo barateados. Quem ganha com isso é o usuário, independente da plataforma.

Round Final: o usuário

Para finalizar a luta entre Playstation 3 e Xbox 360, nada melhor do que uma análise dos próprios usuários. Seja você “sonysta” ou “caixista”, deixe sua opinião nos comentários e ajude-nos a descobrir qual é o grande console desta geração.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!