A Microsoft anunciou na semana passada que Quantum Break não será mais exclusivo do Xbox One, pois ele também chegará ao PC. Agora, depois de uma enxurrada de fãs que se sentiram traídos, a empresa veio a público justificar a estratégia.

Para começar, vale destacar que o jogo não será distribuído pela Steam, sendo exclusivo da Windows 10 Store. Além disso, o título terá a opção de cross-buy e cross-plataform entre o PC e o console.

O diretor de marketing da Xbox, Aaron Greenberg, disse que esta estratégia de cross-platform entre PC e console serve para unificar as duas plataformas, tudo para aproximar os jogadores uns dos outros e quebrar barreiras. “Para nós, o importante são os games. Isso serve para colocar os jogadores no centro.”

“As pessoas devem saber: o Xbox é uma grande prioridade e um enorme compromisso. Por favor, não deixe o fato de que também lançaremos um jogo no mesmo dia para o Windows 10 mudar sua perspectiva sobre a importância do console ou o nosso comprometimento em inovar no console”, disse o diretor.

Claramente, esta é uma estratégia de ataque pesado contra a Sony, porém com um alto custo de abrir mão de um exclusivo para o console.

Quantum Break tem data de lançamento prevista para o dia 5 de abril no PC e no Xbox One.

A Microsoft acertou em abrir mão da exclusividade de Quantum Break para Xbox One? Comente no Fórum do TecMundo