Desnecessário dizer que a pirataria, infelizmente, ainda é parte do cenário brasileiro no mercado de consoles. Claro que esse cenário, moldado há muito tempo, melhorou muito de anos para cá e “amadureceu” – no sentido de ter sido minimizado –, mas os esforços ainda estão longe do fim. Empecilhos como altos impostos e pesada tributação são verdadeiros entraves para a otimização desse processo. E assim nascem produtos como o Infanto, console que traz consigo uma biblioteca de mais de 6 mil jogos.

Há diversos consoles nessa enorme quantidade. O acervo traz títulos para as seguintes plataformas:

  • Atari 2600
  • Game Boy
  • Game Boy Color
  • Mame: Fliperama: Arcade
  • Capcom: Fliperama: Arcade
  • Sega Master System
  • Sega Genesis (Megadrive)
  • Neo Geo
  • Nintendo
  • Super Nintendo
  • TurboGrafx-16

E não é que vem com HDMI e roda tudo em 720p?

Exatamente: esse minúsculo console – que cabe na palma da mão, como você pode conferir na imagem adiante – tem todas essas ROMs em seu sistema, conexão HDMI e dois controles analógicos. A fonte de alimentação tem 5v com baixo consumo de energia.

Os controles são plugados via USB e têm aparência quase que idêntica à do DualShock 2, numa cópia descarada (e escancarada) do joystick da Sony. Tudo isso sai pela bagatela de R$ 600.

Funcionamento prático e sem burocracia

Conforme mostra o vídeo que abre esta notícia, o console roda toda essa biblioteca a partir de uma seleção prática e funcional. Repare que há um leve delay do momento em que o usuário liga o aparelho e visualiza algo na tela – 30 segundos, aproximadamente –, que exibe listas e mais listas de ROMs em seguida.

Onde comprar?

O Infanto pode ser encontrado por R$ 600 apenas na internet. Encontramos um anúncio completo no Mercado Livre por esse valor. Clique aqui para ser redirecionado ao site.

Basicamente, o que temos aqui é um “emulador de luxo”, não? O que você achou? Não deixe de opinar nos comentários abaixo.