Quando você pensa que não havia como os fãs criarem homenagens mais absurdas de Flappy Bird, um youtuber chamado SethBling faz uma das versões mais impressionantes possíveis para o viciante joguinho. Usando apenas um SNES não modificado, o gamer conseguiu programar manualmente o código do game de dentro do clássico Super Mario World, resultando em uma cópia fiel e totalmente funcional.

Parece uma tarefa complicada? Pois você não viu nem a metade. O processo todo é resumido no vídeo abaixo, que envolve uma série de ações que forçam o game a rodar códigos que não fazem parte do cartucho. Primeiro, Seth usa um glitch de duplicação de Yoshis para confundir a programação e fazer com que Mario alcance uma “sexta forma” de seus poderes.

Através desse exploit, ele é capaz de forçar o game a aceitar a inserção de códigos – o que envolve o disparo de cascos vermelhos em posições específicas de uma fase, bem como o uso de múltiplos controles através de um multitap, com botões continuamente pressionados. O passo seguinte da manipulação de código é semelhante, utilizando glitches de posicionamento, cogumelos e mais cascos para ativar o modo de programação.

Depois de fazer tudo isso, restou a ele apenas inserir no título os 331 bytes de informação com a ajuda de um código escrito pelo hacker “p4plus2”. Todos os dados, novamente, são inseridos através do posicionamento cuidadoso de Mario no cenário, dessa vez seguidos dos pulos giratórios do encanador para confirmar cada comando.

Ao fim desse processo ridiculamente longo (com quase uma hora de duração, no total), o resultado, ao inserir o último comando, é ver o game sendo completamente reiniciado, com a partida de Flappy Bird já tendo início. Vale notar, é claro, que usar glitches para “programar” dentro de um jogo não é nenhuma novidade, mas essa é a primeira vez que alguém faz todo o processo manualmente, e não por ferramentas ou outros softwares.

Qual foi a homenagem mais legal que você já viu para Flappy Bird? Comente no Fórum do TecMundo.