Uma notícia triste esfriou a segunda-feira de fãs, desenvolvedores e indústria: a Microsoft cancelou Fable Legends e propôs o encerramento de atividades da Lionhead Studios. O fechamento do estúdio, em especial, pegou todos de surpresa, e as reações têm sido acaloradas no Twitter, a começar por Daniel Gray, que trabalhou como produtor em Fable 3.

Sem papas na língua, o artista disparou contra a Microsoft dizendo que a empresa é “destruidora de estúdios first-party” e que “sete anos atrás, a história era diferente”. O cara acredita até que existe um “carrasco” que espera em Redmond (nos EUA) até o “dia da avaliação”.

Solidários, profissionais do setor oferecem vagas a ex-funcionários

A pior parte desse cenário não é o fato de os fãs terem perdido uma franquia de peso – Fable –, mas sim, infelizmente, o desemprego que vai assolar o ex-funcionários da Lionhead. No entanto, num ato que mostra a força da comunidade de desenvolvedores, alguns profissionais se manifestaram no Twitter oferecendo vagas de trabalho.

O próprio Gray, após criticar a Microsoft, disse estar interessado em contratar pessoas para a Ustwo, estúdio de jogos (majoritariamente para dispositivos mobile) chefiado pelo artista.

Jessica Curry, co-fundadora da The Chinese Room, também mencionou que o estúdio está com vagas abertas para os interessados e não deixou de citar a Lionhead.

Junto ao comunicado de desligamento da Lionhead, a Microsoft disse que a Press Play, responsável por Max: The Curse of Brotherhood, também vai fechar as portas. Phil Elliott, criador da Square Enix Collective, se referiu aos profissionais desse estúdio para oferecer vagas na IO Interactive.

Estúdios da Microsoft: nascem novos, fecham-se velhos

O atual contexto da Microsoft para a família Xbox não é visto com olhos muito positivos pelos fãs. Além de diversos exclusivos de peso chegarem ao PC – a exemplo de Quantum Break, Gears of War 4 e, possivelmente, Scalebound –, o fechamento de estúdios próprios é um revés para a indústria.

As desenvolvedoras FASA Studio e Ensemble/Aces Studios deixaram de existir em 2007 e 2009, respectivamente. No entanto, desde então, nasceram estúdios como 343 Industries, The Coalition e Decisive Games, entre outros. Sem falar nas aquisições: Rare e, mais recentemente, Mojang são produtos da Microsoft.

Resta dar tempo ao tempo para que o encerramento da Lionhead seja absorvido da melhor maneira possível, pois nunca é demais lembrar que a empresa de Bill Gates sempre tem muitas cartas na manga – e os estúdios supracitados são algumas delas. É que engolir o fim de Fable é, realmente, bastante complicado. Por ora, a franquia está encerrada, a menos que seja vendida para algum outro estúdio.

Como você avalia o encerramento da Lionhead e, consequentemente, o fim de Fable? Opine no Fórum do TecMundo.