Questão respondida

Washington Conselheiro

Qual a melhor distribuição e mais completa do Linux ?

4 em 7/4/2010 às 12:32h

Não precisa ser a mais fácil de usar ou a mais parecida com o Windows, o que me interessa e a melhor e mais completa; Mesmo que seja muito diferente do windows...por favor coloque o link para baixar

Questão respondida

Respostas

Mostrando de 1 a 17 de 17 respostas encontradas (0.078 segundos)
wellingtonDescolado

Melhor Resposta

2wellington em 7/4/2010 às 13:22h

A versão mais completa é a DEBIAN
tanto que ela é usada por empresas pois ela é mais completa

Mais a melhor para usar em ksa é o Ubunto pois é mais facil de usar sem deixar a desejar....

Vinícius The TuxEspecialista
1Vinícius The Tux em 7/4/2010 às 15:31h

Open suse, vc vai gostar muito, bem completa e eh da novel.

http://pt.opensuse.org/Released_Version

uso a um bom tempo, vc vai gostar.

abraço

FabioEspecialista
1Fabio em 7/4/2010 às 14:42h

Gratuito o mais completo e o Debian sem divida existe uma infinidade de pacotes de instalação actualmente podes instalar o Debian em 5 DVD mas o Debian e desenvolvido e e suportado por uma empresa chamada Red Hat.
Por outro lado a Red Hat desemvolve outro sistema pago chamado Red Hat Linux 9 que e baseado no Debian porem mais completo e praticamente aprova de vírus e Bug poderia se dizer que o Red Hat Linux 9 e o sistema operativo "perfeito" mas actualemte so esta disponivel para impre$a$
http://www.debian.org/
http://www.redhat.com/

GabrielDescolado
1Gabriel em 7/4/2010 às 21:13h

Eu uso a pouco tempo e sou fã do Ubuntu. Muito fácil de personalizar, etc. E pelo que eu já li, nunca foi detectado nenhum vírus pro Ubuntu, diferente do Debian. Muito fácil de usar, e dá pra você personalizar e deixar quase idêntico ao Windows. Se você quiser, você pode baixar do site do ubuntu: http://www.ubuntu-br.org/, ou pedir o cd e eles entregam na sua casa: https://shipit.ubuntu.com/

1JOSÉ BATISTA em 7/4/2010 às 21:38h

Resposta completa. Espero que vc leia ela inteira



Qual a melhor distribuição de Linux?


No início de 2004 fui convidado a publicar no website da revista Geek um texto sobre a sempre presente pergunta: "Qual a melhor distribuição de Linux?"

Minha resposta, traduzida no "Método BR-Linux de seleção de softwares livres", é ampla, porque acredito que esta pergunta não pode ser respondida de forma definitiva, categórica e específica. A distribuição que é melhor para a secretária do departamento de finanças talvez não seja a ideal para o departamento de desenvolvimento, e nem a que está rodando no servidor de e-mail da empresa. Mas como aparentemente o texto foi retirado do site para o qual foi escrito, publico novamente aqui no BR-Linux.

Veja abaixo a íntegra do texto original, e leia também o texto sobre como adquirir ou fazer download do Linux.


Qual a melhor distribuição de Linux?

Não tenho a menor dúvida de que esta é a pergunta mais frequente na absoluta maioria dos fóruns e listas de discussão sobre Linux do mundo.

Ela pode vir de várias formas. Pode ser genérica ou específica, aberta ou qualificada. O usuário estreante que quer instalar o Linux em seu computador de casa pergunta qual a melhor entre as distribuições que ele viu na banca de jornal. O administrador de sistemas acostumado a outras arquiteturas quer saber qual a melhor distribuição para seu servidor. O usuário que não conseguiu fazer funcionar seu hardware quer saber qual a melhor para funcionar com Winmodems e outros periféricos de projeto exótico. E todos continuam perguntando: qual a melhor distribuição?

Ao contrário de outras perguntas frequentes, esta é uma que costuma ser sempre respondida. Isto porque a maior parte das distribuições possui verdadeiros fã-clubes, com usuários que recorrem a argumentos inflamados para tentar demonstrar mais uma vez, e definitivamente, que a sua distribuição de Linux preferida é a melhor de todas, incontestavelmente a única escolha sensata para instalação, não importando se é para rodar o Oracle em um servidor de 4 processadores, um programa de ensino à distância no Pentium 133 de uma escola ou os ambientes de trabalho da área de marketing de uma multinacional.

Entretanto, como as respostas dos vários fã-clubes se entrechocam, o usuário que fez a pergunta corre o risco de terminar com mais dúvidas do que tinha quando começou. Se a instalação é em um servidor, aparecem três bons argumentos para uso do Debian, mais três para o Red Hat, mais 3 para o Slackware, outros tantos para o SUSE, alguém dirá que o ideal é criar
sua própria distribuição e outros responderão aos demais explicando por que eles não devem usar Debian, Red Hat, Slackware nem SUSE.

Ato contínuo, todos passarão a discutir entre si, buscando argumentos complexos sobre sistemas de gerenciamento de pacotes, dependências, quem é mais antigo, quem é mais livre, quem deu origem a quem e até sobre a vida pessoal dos mantenedores de cada uma das distribuições. Quem ainda não assistiu a este debate em uma lista de discussão?

A questão é antiga, e provavelmente insolúvel. Enquanto tivermos múltiplas distribuições, teremos seus fã-clubes e também os usuários querendo saber qual a melhor. Não há como evitar. Entretanto, os usuários experientes tendem a se importar com a desorientação causada nos novatos por este tipo de confusão, e procuram oferecer conselhos comuns, cheios de bom-senso e relativamente neutros. Sugerem consultar os websites das distribuições, consultar usuários da sua região (se você vai querer recorrer a eles para obter suporte, é bom usar a distribuição que eles conhecem), ou até mesmo experimentar mais de uma até encontrar a que mais se adapta a você.

Mas será que esta é a melhor resposta? Provavelmente sim, se tivermos que dar uma resposta curta. Entretanto, havendo tempo e espaço para elaborar, pode-se dar respostas mais completas, sem indicar alguma distribuição específica - já que em geral não se pode indicar uma distribuição específica sem conhecer exatamente as necessidades e as capacidades do interessado.

Afinal, qual é a melhor distribuição?

Já vi muitas tentativas de resposta a esta pergunta, baseadas nos mais diversos argumentos: uma seria a melhor por ser a mais antiga, outra por ter o maior número de pacotes, outra por dispensar instalação, outra por ser usada pelo próprio Linus Torvalds, outra por ser "a mais parecida com o Unix de verdade" (seja lá o que isso queira dizer), outra por ter um sistema de empacotamento superior, outra por não ter gerenciamento de dependências automático, outra por ser a mais livre, outra por ter o ciclo de atualizações mais longo, outra por oferecer mais documentação...

Como se vê, os critérios são múltiplos, e até mesmo conflitantes: os fãs de uma distribuição acham que a sua é a melhor por oferecer o maior reconhecimento automático de hardware, e os de outra acham que a sua é a melhor de todas porque não tem reconhecimento automático nenhum, deixando tudo nas mãos do administrador do sistema.

Há algumas classificações folclóricas também. Dizem que a distribuição X seria melhor para desktop, outra é a rainha dos servidores, a terceira suporta mais hardware... Embora várias delas tenham méritos em áreas específicas, também não é possível afirmar de maneira genérica que alguma delas seja a líder isolada e incontestável nestas categorias.

Mas estou no meu oitavo ano de participação em listas e fóruns de Linux, e já tive minha quota de entrar nesta discussão infinita. Com o tempo, fui desenvolvendo uma resposta padronizada (e que não menciona nenhuma distribuição específica) para oferecer a quem me pede ajuda para selecionar uma distribuição, e agora vou compartilhá-la com vocês. Use, adapte, copie, modifique, ou simplesmente ignore e continue fazendo tudo como você já fazia. Software livre é assim ;-)

O método BR-Linux de seleção de softwares livres

Não é possível responder de forma ampla qual é "a melhor distribuição de Linux" - a melhor sempre será a que atender mais perfeitamente às suas necessidades. A resposta depende do que você pretende fazer com o sistema, da sua capacidade e interesse de administrar o sistema, e até mesmo de sua atitude em relação a algumas questões políticas e filosóficas.

A maior parte das distribuições de Linux consegue disponibilizar o mesmo conjunto de serviços, embora às vezes de maneiras bem diferentes. Algumas já vêm com todos os aplicativos e serviços incluídos nos CDs de instalação, outras exigem downloads e instalações adicionais. Algumas se distinguem por uma ênfase em aspectos específicos do sistema, como a facilidade de configuração, a quantidade de aplicativos, a segurança, a personalização e vários outros.

No site LWN você pode encontrar uma lista atualizada e dividida em categorias das distribuições de Linux, das mais conhecidas às mais obscuras. Já no LinuxISO você encontra links para download de imagens de CD da maior parte delas. E eu mesmo preparei e disponibilizei em br-linux.org/download um guia sobre como fazer o download ou comprar suas cópias do Linux, explicando até mesmo como gravar as imagens de CD que você obteve da Internet - tanto no Linux como no Windows.

E já que são tantas as opções, como escolher uma? O primeiro passo é saber o que recomendam as pessoas a quem você pretende pedir ajuda na hora das dificuldades. Sejam os colegas, ou um grupo de usuários, ou até mesmo um website ou revista, tente descobrir o que eles usam - se a distribuição indicada satisfizer os seus requisitos, poder contar com o suporte deles pode ser interessante.

Em seguida, faça uma lista de perguntas sobre os diversos aspectos que podem ser do seu interesse na hora de selecionar uma distribuição. É claro que eles variam de acordo com seu objetivo: selecionar uma distribuição "para ver qual é a cara desse tal de Linux" no seu micro pessoal é bem diferente do que escolher onde rodar o banco de dados do CRM de uma empresa com 1000 funcionários. Algumas perguntas que você deve tentar responder com a ajuda dos websites das distribuições, das revistas especializadas, da comunidade Linux e (por que não?) com uma mãozinha do Google são:

- Esta distribuição é compatível com todo o meu hardware, infra-estrutura e demais aplicativos já em produção?
- Ela inclui os recursos e pacotes de software de que necessito?
- O processo de instalação e configuração está de acordo com minhas aptidões?
- Ela tem documentação e treinamento em um idioma que eu entendo?
- O suporte prestado (gratuito ou pago) atende minhas necessidades?
- Há uma comunidade de usuários da qual eu possa participar?
- Ela lança atualizações de segurança quando necessário?
- Ela continuará sendo atualizada?
- Ela é livre? É grátis? O preço é aceitável?

Sob um conjunto de critérios objetivos, todas as distribuições podem competir em pé de igualdade, e você pode selecionar a que pontuar melhor nos critérios que fizerem mais sentido para a sua situação específica. Procure as informações, conte os pontos e faça sua escolha!

O mesmo método pode ser aplicado para a seleção de outros softwares livres (SGBDs, servidores dos mais diversos protocolos, ambientes, suítes de escritório, etc.), com adaptações simples e evidentes.

Mas é errado preferir uma distribuição?

Claro que não, todos fazem suas escolhas. Eu mesmo tenho as minhas favoritas, embora não ache que elas sejam as melhores de todas. Conheço pessoas que tentam instalar todas as distribuições possíveis e não se fixam em nenhuma, e outras que são ferrenhas defensoras de alguma distribuição específica.

Mas na próxima vez que alguém lhe perguntar qual a melhor distribuição, pare para pensar: ao invés de simplesmente dizer que a sua preferida é a melhor, que tal ajudar a pessoa a fazer sua própria escolha? Ensinando a pescar, ao invés de simplesmente dar o peixe que estava mais à mão, talvez você preste um serviço de mais valor a quem perguntou - e ao Linux.

Fonte: Augusto Campos - http://br-linux.org/linux/qual-a-melhor-distribuicao-de-linux

0Samuk Drum em 7/4/2010 às 22:28h

Olha amigo o Debian é o melhor!!!

0Sergio Declie em 7/4/2010 às 15:03h

Na minha opinião, não existe uma versão melhor das distribuições Linux,
Mas o Ubuntu tem se saido muito bem no quesito usuario domestico.

0Daniel Pereira em 7/4/2010 às 17:31h

Acho q é o BIG LINUX 4.2 pois vem com vários programas, com suporte à todos os |Debians Packages e vem também com vários drivers.
http://www.baixaki.com.br/linux/download/big-linux.htm

DandaCidadão
0Danda em 7/4/2010 às 17:47h

Ubuntu, open suse sao muito completos, eu gosto

EulerDescolado
0Euler em 7/4/2010 às 19:39h

concerteza o Ubuntu, sem nenhum duvida disso.http://www.ubuntu-br.org
ja existem mais de 30 mil programas que rodam perfeitamente no Ubuntu.
cada dia ele se torna mais compativel com os programas, pode usar e muito bom ! eu uso e recomendo para todos.

Léonux Especialista
0Léonux em 7/4/2010 às 20:15h

Não tenho duvida de que os profissionais em "LPI" tanto na área de redes como de servidores usem o Slakcware >
o Debian > http://www.baixaki.com.br/linux/download/debian.htm
e claro: também o ubuntu> http://www.ubuntu.com/getubuntu/download-server

0Jean Pierre de Araujo em 7/4/2010 às 20:29h

A resposta para esta pergunta não existe.
Cada pessoa vai defender a distribuiçao que utiliza.
Mas podemos dar um parecer geral:

Empresas para servidores: Hed Hat disparado.
domestico: Ubunto disparado
educacional: Suse, Mandriva ótimos.

Particulamente acho o susan muito bom para usuarios basicos e avançados...

mas aiw meu amigo vai de seu gosto....

0luis henrique em 7/4/2010 às 20:34h

A Ubuntu é a melhor ea mais usada.
dia 29 desse més sai a versão 10.04 Final q esta com um visual novo e moderno,esta mais rapido e mais leve ainda

0pipow Desativado em 7/4/2010 às 13:25h

Eu ia dizer Ubuntu mas você disse que não queria a mais fácil..
Se não for por isso então, amigo, escolho o Kurumin. Para mim é o melhor.

FuzattoDescolado
0Fuzatto em 7/4/2010 às 13:50h

Mais completa realmente é o debian, tem pacotes que não acaba mais.
mas existem outras que não deixam nada a desejar, por exemplo o opensuse, mandriva, fedora, o próprio ubuntu, e tem algumas que são completas mas que são mais difíceis de usar, o que para mim é até uma vantagem, pois um maior esforço em aprender, gera um maior aprendizado por parte do usuário, neste caso falo do slackware, que eu também uso e estou quebrando a cabeça para aprender.
a meu ver, a única desvantagem do debian, é a questão dos pacotes stables, ou estáveis, pois ele só usa pacotes que foram mais do que testados, e apresentam estabilidade em sua distribuição principal, o que as vezes leva tempo, podendo o conteúdo ficar defasado em relação a novas tecnologias recém lançadas, mas isso pode ser contornado adicionando-se os repositórios unstables ou instáveis, que ainda estão em testes, mas que já são razoávelmente confiáveis.
linux tem de diversos sabores, tome um gole de cada um que te interessar e escolha o que for mais saboroso.
t+

0Van halen - A genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração em 7/4/2010 às 14:14h

O ubuntu e kubuntu são as mais completas e tem mais material na internet.

AdersonAprendiz
0Aderson em 7/4/2010 às 14:29h

No site distrowath.com, existem muitas opções de linux, e mostra também o ranking das melhores e links para baixar.
Eu recomento opensuse KDE.

Tira-Dúvidas beta