Questão respondida

Márcio Especialista

O que significa "CMOS" ?

1 em 1/1/2010 às 03:21h

Essa sigla aparece na tela do boot.

Questão respondida

Respostas

Mostrando de 1 a 7 de 7 respostas encontradas (0.188 segundos)
FranciscoConselheiro

Melhor Resposta

9Francisco em 4/1/2010 às 16:37h

O significado da palavra CMOS é: (Complementary Metal-Oxide Semicondutor)
– Semicondutor Óxido Metálico Complementar.
(1) Dispositivo semicondutor formado por dois
transistores de efeito de campo (MOSFET), baseados
em óxido metálico: um do tipo N e outro do
tipo P, em um mesmo chip de silício.
(2) Componente responsável pelo armazenamento
das características do computador configuradas
pelos usuários.
(3) Um chip fabricado para reproduzir as funções
de outros chips, como os de memória ou microprocessadores.
A tecnologia CMOS propicia um
menor consumo de energia.

JhonatasEspecialista
7Jhonatas em 1/1/2010 às 03:30h

Nos computadores, é comum usar o termo "CMOS" para se referir a uma determinada área de memória, onde ficam guardadas informações sobre os periféricos instalados e a configuração inicial do computador, além do relógio e calendário. Como a memória e o relógio precisam ser preservados mesmo com o computador desligado, são alimentados por uma pequena bateria de lítio, e somente a tecnologia CMOS pode produzir dispositivos com um consumo baixo o suficiente para este propósito. A memória e relógio estão embutidos em um circuito integrado fabricado com tecnologia CMOS, levando ao uso equivocado do nome.

Fonte: Wikpédia

AndréCidadão
0André em 1/1/2010 às 08:24h

Caramba, que tanto de perguntas... não que seja ruim, mas o GOOGLE responde a maioria delas já no primeiro link da busca.

0Cicero :) Novamente Ao Tira-Dúvidas em 1/1/2010 às 08:57h

CMOS (pronuncia-se "Cê-Mós") é uma sigla para complementary metal-oxide-semiconductor, i.e., semicondutor metal-óxido complementar. É um tipo de tecnologia empregada na fabricação de circuitos integrados onde se incluem elementos de lógica digital (portas lógicas, flip-flops, contadores, decodificadores, etc.), microprocessadores, microcontroladores, memórias RAM, etc. O "complementary", em seu nome, vem do fato de que esta tecnologia utiliza os dois tipos de transistores MOSFET, o MOSFET canal N e o MOSFET canal P, de tal modo que um deles "complementa" o outro. A CMOS é hoje a tecnologia mais largamente usada na fabricação de CIs. As principais vantagens dos circuitos integrados CMOS são o baixíssimo consumo de energia (que leva à baixa dissipação de calor) e a possibilidade de alta densidade de integração, comparativamente com outras tecnologias como a TTL. Devido a tais características, circuitos CMOS são também largamente utilizados em calculadoras, relógios digitais, e outros dispositivos alimentados por pequenas baterias.

No jargão dos computadores, é comum usar o termo "CMOS" para se referir a uma determinada área de memória, onde ficam guardadas informações sobre os periféricos instalados e a configuração inicial do computador, além do relógio e calendário. Como a memória e o relógio precisam ser preservados mesmo com o computador desligado, são alimentados por uma pequena bateria de lítio, e somente a tecnologia CMOS pode produzir dispositivos com um consumo baixo o suficiente para este propósito. A memória e relógio estão embutidos em um circuito integrado fabricado com tecnologia CMOS, levando ao uso equivocado do nome.

Um sensor CMOS, em particular, é um tipo de sensor de imagem usado comumente em câmeras digitais feito na mesma tecnologia, e que tem sido utilizado como um alternativa mais barata aos sensores do tipo CCD.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/CMOS

0Quem sabe arruma, quem não sabe formata! em 1/1/2010 às 09:18h

Complementary Metal-Oxide-Semiconductor ou traduzido para português, metal-óxido semicondutor complementar.

jkbyteMentor
0jkbyte em 1/1/2010 às 09:56h

CMOS (Complementary Metal Oxide Semicondutor) refere-se ao chip onde existe uma pequena memória RAM e alimentada por uma bateria de 3.2 volts (veja neste endereço (http://www.clubedohardware.com.br/artigos/745/2) modelos de baterias) sendo que este modelo de bateria (de cor vermelha ou azul é de Níquel-Cádmio) e é recarregável pelo próprio sistema quando fica descarregada. Já modelos no formato de moeda são de Lítio, e devem ser trocadas a cada dois/três anos aproximadamente. Nesta pequena memória está gravado um pequeno programa, chamado de Setup (Configurar/Reconfigurar), onde se grava as configurações realizadas pelo usuário. Retirando-se a bateria esta memória deixa de ser energizada e o Setup fica limpo, técnica conhecida por CLEARCMOS. Pode-se também usar esta técnica via jumper CLR RAMCMOS (Clear CMOS ou Limpar a memória RAM), para isto basta inverter a posição do jumper de 1-2 para 2-3 e contar até dez para, em seguida, retorná-lo para a posição inicial, ou seja, 1-2. Não encontrando um jumper com a respectiva função, retirar a bateria e curto-circuitar (por cinco segundos) os terminais positivo (+) e negativo (-) do conector da respectiva bateria. Em determinadas placas-mãe, o clear é realizado invertendo-se a posição do jumper de 2-3 para 1-2. Outra opção é usar programas com a função de limpar a memória RAM que armazena as configurações no CMOS Setup, como o BIOS.EXE e o KILLCMOS.EXE. A tecnologia CMOS complementa (ou completa) tecnologias como a TTL-LpS (Transistor-Transistor LogicLow power Shotsky). Ou seja, que opera com transistor para transistor somente e de alta velocidade na partida (quando se liga a máquina), baixo consumo de energia, com corrente de 8 mA, na freqüência de 40 MHz e 5 volts. A TTL-LpS é um aperfeiçoamento da tecnologia TTL, de extrema importância na elaboração de circuito digitais utilizados em minicomputadores e de utilização em grande escala. Também se utiliza a tecnologia IIL (Integrated Injection Logic ou Lógica por injeção integrada). A IIL é um aperfeiçoamento tecnológico da tecnologia CMOS, aperfeiçoamento este relacionado somente com a velocidade na freqüência de clock, já que opera com 15 MHz e a CMOS com 10 MHz. A tecnologia CMOS também é usada nos processadores modernos, basta usar o Everest, abrir Praca-mãe>Processador, basta ir em “Informação física sobre a CPU>Tecnologia usada” e veremos o termo CMOS.; já 8M (oito camada de circuitos), 65nm (nanômetros),**(elemento cobre), Low-K Inter-Layer (camadas internas com baixa intensidade), 2nd Gen Strained Si (algo como: sistema de duas unidades no modo forçado). Para aqueles que desejam mais informações sobre computadores, basta acessar este endereço: http://www.idepac.org.br/apostilas/apostilaHardware.pdf

Matheus L. XPDescolado
0Matheus L. XP em 1/1/2010 às 12:52h

Leia esse texto:
http://pt.wikipedia.org/wiki/CMOS.

Tira-Dúvidas beta